Pravda.ru

Sociedade » Cultura

Programas de extensão universitária terão R$ 19 milhões

27.05.2009
 
Programas de extensão universitária terão R$ 19 milhões

As universidades públicas federais e estaduais e os institutos federais de educação, ciência e tecnologia que oferecem cursos superiores terão R$ 19,2 milhões para investir na criação e desenvolvimento de programas e projetos de extensão universitária em 2009 e 2010. Os recursos são dos ministérios da Educação, da Cultura e do Trabalho e do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

O Programa de Apoio à Extensão Universitária (Proext) tem o objetivo de melhorar a gestão das atividades acadêmicas de extensão e estimular o desenvolvimento social e o espírito crítico dos estudantes. O limite de recursos para os programas é de R$ 100 mil e para os projetos, R$ 30 mil. A execução deve acontecer em até 15 meses e a data limite é 31 de dezembro de 2010.

Investimento - Dados da Secretaria de Educação Superior do MEC mostram que, de 2006 a 2008, o Proext aprovou e financiou, com verbas do orçamento do MEC, 380 projetos no valor de R$ 16 milhões. Com a participação dos ministérios da Cultura e do Trabalho e do Iphan, os recursos foram ampliados em 2009 e chegaram a R$ 19,2 milhões.

Os recursos estão divididos em quatro áreas: educação, desenvolvimento social e saúde, com R$ 12,2 milhões; gestão cultural, economia da cultura e desenvolvimento das linguagens artísticas, com R$ 3 milhões; preservação do patrimônio cultural brasileiro, com recursos de R$ 1 milhão; e trabalho, emprego, incubação de empreendimentos econômicos solidários, com R$ 3 milhões.

As inscrições podem ser feitas até 3 de julho. Na elaboração das propostas, as instituições de ensino superior devem seguir diretrizes como a indissociabilidade entre extensão, ensino e pesquisa e o impacto social da ação na comunidade e na formação dos estudantes.

Inscrições para estrangeiros - As instituições que participam do Programa de Estudantes-Convênio de Graduação têm até 26 de junho para enviar as inscrições dos estudantes estrangeiros candidatos ao Projeto Milton Santos de Acesso ao Ensino Superior (Promisaes). O projeto oferece assistência financeira de um salário mínimo mensal, durante 12 meses, a alunos de países da África e da América Latina matriculados em universidades federais brasileiras. A presseleção dos estudantes é feita pela universidade, que encaminha a relação dos candidatos ao MEC. O Edital nº 2/2009, que traz as regras do processo, foi publicado no Diário Oficial da União da última segunda-feira, 25.

Loading. Please wait...

Fotos popular