Pravda.ru

Sociedade » Cultura

Morreu Marcel Marceau

24.09.2007
 
Morreu Marcel Marceau

Aos 84 anos , neste sábado (23), morreu, depois de mais de seis décadas de atuação, o grande mímico francês Marcel Marceau. Marcel Marceau será enterrado no cemitério de Pére-Lachaise, ao lado de Jim Morrison, Moliére, Oscar Wilde, Edith Piaf ou Frederic Chopin.

O primeiro-ministro da França, François Fillon, disse que o "artista e mestre (...) encarnará para sempre ao palhaço melancólico e poético", segundo AFP.

Com a sua morte, a "França perde um de seus mais eminentes embaixadores", declarou Nicolas Sarkozy, enquanto que a ministra da Cultura, Christine Albanel, prestou homenagem a este que levava a mímica "com poesia e ternura às cenas do mundo inteiro".

Nascido no dia 22 de março de 1923 em Estrasburgo (leste da França), Marcel Marceau levou a arte da mímica a patamares jamais alcançados, rodando o mundo como "Bip", o grande personagem criado por ele em 1947 e que o tornou famoso.

De aparência frágil, mas com grande vivacidade, Marceau foi o artífice do renascimento, após a Segunda Guerra Mundial, da arte da pantomima, que havia sido obscurecida pelo cinema mudo de Charles Chaplin, Buster Keaton e Laurel e Hardy.

Única 'trupe' de mímica no mundo nos anos 1950 e 1960, a Companhia Marcel Marceau atuou nos principais teatros da França e do Mundo, fazendo grande sucesso.

De 1969 a 1971, Marceau lecionou na Escola Internacional de Mímica, antes de criar a Escola Internacional de Mimodrama em Paris no ano de 1978.

Apesar da idade avançada, Marceau continuava fazendo no início dos anos 2000 cerca de 250 apresentações por ano no mundo.

"A mímica é uma arte que hipnotiza. É uma linguagem universal", dizia aquele que tinha descoberto sua vocação rindo, quando era criança, numa sala de cinema.

Filho de um açougueiro que morreu em Auschwitz, campo de concentração nazista, Marceau entrou na Resistência Francesa em 1944.

"As pessoas que voltavam dos campos de concentração não podia falar, não sabiam como contar suas histórias. Eu me chamo Mangel e tenho origens judias. Talvez isso tenha influenciado inconscientemente na minha escolha pelo silêncio", afirmou Marceau ao Le Monde em 1997.

Conhecido em todo mundo por sua versatilidade teatral mímica, Marceau foi nomeado Embaixador da Boa Vontade das Nações Unidas para o Envelhecimento, e foi agraciado com muitos prêmios, incluindo o Deburau (1948), além de dois Emmy por seus programas de TV.


Loading. Please wait...

Fotos popular