Pravda.ru

Sociedade » Cultura

Kafka: Atravessando as palavras

24.03.2009
 
Kafka: Atravessando as palavras

A Escola da Noite estreia o espectáculo “atravessando as palavras há restos de luz” no próximo dia 3 de Abril, sexta-feira, no Teatro da Cerca de São Bernardo, em Coimbra.


Com dramaturgia e encenação de António Augusto Barros, o espectáculo inspira-se na obra de Franz Kafka e em alguns dos principais temas que marcam a sua produção literária: o poder e a dominação humana, a relação do indivíduo com o outro e com o colectivo e a estranheza social suscitada pelo artista e pelo seu trabalho.


Nas leituras tradicionalmente associadas aos textos kafkianos, é comum encontrarmos uma visão desencantada da humanidade, uma espécie de conformismo e de irremediável condenação ao peso das instituições. Na preparação deste espectáculo propusemo-nos trabalhar também sobre o lado mais luminoso do universo de Kafka. Em muitos dos seus pequenos textos (contos, parábolas, passagens do diário) e em pormenores da sua própria biografia encontramos uma escrita plena de humanismo.


Contemporâneo das grandes transformações sociais e estéticas que continuam a marcar o mundo ocidental, Kafka não segurou bandeiras com as suas palavras. Radicalizou-se na arte e no seu próprio lugar enquanto artista para interpelar o mundo e os outros, para nos interpelar a nós, seus leitores. Kafka responsabiliza-nos, não nos dá remédios. Por isso nos desconforta.


“atravessando as palavras...” foi construído ao longo de um processo de pesquisa e experimentação iniciado há mais de um ano, com os alunos da Oficina de Artes da Licenciatura em Estudos Artísticos, dirigida pela companhia. Particularmente atento às questões da linguagem e ao poder associado à capacidade de atribuir significados, Kafka deixou-nos inúmeras pistas para explorar. O ensaísta Walter Benjamin destaca uma delas, dizendo que a sua obra representa um código de gestos que não possuem, à partida, um claro significado simbólico, sendo antes interrogações que se expressam através de jogos e combinações sempre renovadas. Mais do que o texto verbalizado, foram estes gestos, estes movimentos, que quisemos experimentar em palco e que agora partilhamos com o público, para uma travessia conjunta.


Nesta primeira estreia de 2009, A Escola da Noite conta com uma equipa alargada de colaboradores, que inclui a cineasta Fátima Ribeiro, e três actores estagiários, dois dos quais recém-licenciados em Estudos Artísticos que frequentaram a oficina realizada no ano passado.


O espectáculo mantém-se em cena até 26 de Abril no Teatro da Cerca de São Bernardo, de quarta a sábado às 21h30 e aos domingos (excepto no dia de Páscoa) às 16h00. O preço dos bilhetes varia entre os 6 e os 10 Euros e é possível reservar lugares desde já.


Faça-nos companhia!
Coimbra, 23 de Março de 2009.


A Escola da Noite
Teatro da Cerca de São Bernardo
Cerca de São Bernardo
3000-097 COIMBRA
telefone 239718238
telemóvel 966302488
fax 239703761
e-mail isabelcampante@aescoladanoite.pt
www.aescoladanoite.pt

atravessando as palavras há restos de luz textos Franz Kafka dramaturgia e encenação António Augusto Barros espaço cénico António Jorge e António Augusto Barros adereços e máscaras António Jorge vídeo Fátima Ribeiro figurinos Ana Rosa Assunção desenho de luz Danilo Pinto banda sonora Eduardo Gama elenco Ana Mota Ferreira | António Jorge | Heloísa Simões | Igor Lebreaud | Maria João Robalo | Miguel Magalhães | Ricardo Kalash | Sílvia Brito | Sofia Lobo assistência de encenação Sílvia Brito e Sofia Lobo grafismo Ana Rosa Assunção fotografia Augusto Baptista operação de luz e som Danilo Pinto operação de vídeo Rui Valente direcção de montagem Rui Valente execução de elementos cénicos e montagem Alfredo Santos, António Jorge, Armando Fernandes, Carlos Figueiredo e Danilo Pinto execução de figurinos Maria do Céu Simões, Mário da Silva Oliveira comunicação Isabel Campante produção A Escola da Noite © 2009


Loading. Please wait...

Fotos popular