Pravda.ru

Sociedade » Cultura

Como os russos celebram a Páscoa

23.04.2011
 

Há já muitos anos que na Rússia a Páscoa é celebrada não só pelos crentes.

Este dia é quase uma festa nacional, tal como nos anos do poder soviético eram, por exemplo, o 1.º de Maio, Dia dos Trabalhadores, ou o 7 de Novembro, aniversário da revolução de 1917. Só que a Páscoa é uma festa diferente, particularmente radiosa, uma festa de purificação e de esperança.

Na Páscoa aproximadamente metade dos habitantes da Rússia vai aos cemitérios para visitar as campas dos seus próximos. A seguir, as pessoas regressam a casa e comemoram a Páscoa à mesa festiva. Neste domingo os ovos decorados, os folares de massa doce e o requeijão doce com passas embelezam as mesas até dos ateístas inveterados. Para eles o principal já não é a fé, mas o desejo de seguir as tradições dos pais e avôs, ou seja, voltar às origens que na Rússia, como se sabe, estiveram sempre ligadas à Ortodoxia.

Na noite de sábado para domingo vão à igreja não só os crentes, mas também muitas outras pessoas para assistir à missa e procissão pascal ou participar nela porque este rito é um majestoso espectáculo, quase uma representação teatral com belíssimos trajes e uma atmosfera misteriosa.

Vão também à igreja muitos responsáveis que no período do poder soviético ateísta nunca lá iam, mas agora, em qualquer festa religiosa, podemos vê-los de pé junto do altar segurando velas. Entre o povo eles são chamados por brincadeira de "castiçais".

O Templo de Cristo Salvador é o templo central da Rússia. Ele atrai os moscovitas e os muitos visitantes da cidade pela sua grandeza e beleza.

Desde os tempos remotos nestes dias costuma-se ver perto das igrejas ortodoxas por toda a Rússia muitos pobres pedindo esmola. Este fenómeno tem, possivelmente, a sua lógica. Deus dá às pessoas a oportunidade de manifestar a sua caridade. Na passagem subterrânea junto do Templo de Cristo Salvador instalam-se músicos. Um homem toca acordeão e a sua companheira canta com uma voz excelentemente colocada uma canção popular conhecida desde a infância de todos os russos. Os transeuntes sorriem recordando os anos da sua juventude quando esta canção era transmitida muitas vezes ao dia pela rádio e lançam dinheiro miúdo na caixa aos pés dos músicos.

 

 Nas vésperas da Páscoa ortodoxa, centenas de cristãos russos seguem para Jerusalém a fim de ver o aparecimento do Fogo Sagrado. Mas, como é natural, a maior parte da população assiste a esta cerimónia pela televisão. Agora, porém, os habitantes de Moscovo têm ainda a possibilidade de acender as suas velas do Fogo Sagrado apenas algumas horas depois de ele ter aparecido em Jerusalém.

Domingo de Páscoa, os cristãos ortodoxos de Moscovo, Jerusalém e todo o mundo saudar-se-ão mutuamente exclamando: "Cristo ressuscitou!" - "Em verdade ressuscitou!".

Andrei Pravov, observador da RIA "Novosti" © RIAN


Loading. Please wait...

Fotos popular