Pravda.ru

Sociedade » Cultura

Congresso Brasileiro de Cinema divulga Carta de Atibaia do Cinema

22.01.2010
 
Pages: 123
Congresso Brasileiro de Cinema divulga Carta de Atibaia do Cinema

Consolidando-se como um dos mais importantes espaços de reflexão e debate sobre os rumos do audiovisual brasileiro, o 5° Festival de
Atibaia Internacional do Audiovisual promoveu no período de 14 a 16 de janeiro, dentro de sua programação um encontro de representantes das
entidades filiadas ao CBC – Congresso Brasileiro de Cinema.


Preparatório ao grande congresso que deverá ser organizado pela entidade, na cidade de Porto Alegre (RS), em junho deste ano, no marco
dos dez anos da realização do histórico III Congresso Brasileiro de Cinema, o evento contou com a participação de cerca de 80 pessoas,
entre representantes das entidades filiadas ao CBC e de várias outras entidades do audiovisual bras ileiro, dentre as quais a participação
do representante da ABPTA, Carlos Alkimin e do Sindicato dos Produtores Silvia Rabello, da Laborcine.


Participaram ainda várias personalidades convidadas e representantes dos poderes executivo e legislativo municipal e federal. Representando
o poder executivo merece destaque as participações do Ministro Interino e Secretário Executivo do Ministério da Cultura, Alfredo
Manevy; do Secretário do Audiovisual, Silvio Da Rin; do Presidente da ANCINE – Agência Nacional de Cinema, Manoel Rangel, do Coordenador de
Direitos Autorais e Gestão Coletiva da Secretária de Políticas Culturais, José de Souza Vaz, da Representante do MinC na Região Nordeste, Tarciana Portela e do Prefeito de Atibaia, Dr José Bernardo Denig. Já o poder legislativo federal foi representado pelo Senador
Inácio Arruda (PCdoB/CE) e pelo Deputado Federal, Roberto Santiago (PV/ SP).


Na abertura do evento, o Presidente do CBC – Congresso Brasileiro de Cinema, Rosemberg Cariry apresentou um balanço das atividades
desenvolvidas pela entidade em 2009. Segundo Cariry, apesar das dificuldades a Diretoria do CBC entendeu que os resultados alcançados
foram positivos. “Creio que conseguimos superar muitas dificuldades.


Afinal, conseguimos participar das importantes mudanças na legislação que afetam as políticas públicas do setor, como por exemplo, a
proposta de mudanças nas Lei Rouanet e de Direitos Autorais. Com articulação e apoio de entidades de vários outros setores conseguimos
também ver aprovadas as propostas de reenquadramento das empresas culturais no SIMPLES e do PL 29, que prevê quotas de produtos
audiovisuais brasileiros. No contexto da CONFECOM – Conferência Nacional das Comunicações tivemos todas as propostas encaminhadas
pelas entidades filiadas ao CBC aprovadas. E no contexto da política interna do setor conseguimos restabelecer o diálogo com várias
entidades que haviam se afastado do CBC, aumentando o número de entidades filiadas. Desta forma creio que conseguimos cumprir a agenda
e as tarefas que nos foram encaminhadas quando de nossa eleição em janeiro de 2009, em Atibaia. Parece muito, mas é pouco diante dos
muitos desafios do cinema brasileiro e só conseguiremos uma mudança significativa quando, no VIII Congresso Brasileiro do Cinema e do
Audiovisual, em Porto Alegre, no próximo mês de junho, tivermos a representação de todos os setores e de importantes personalidades do
cinema brasileiro. Estão todos convidados a participar dos grupos de debates já abertos” – declarou.


Durante o encontro foi anunciado pelo Ministro Interino da Cultura Alfredo Manevy a criação do Fundo de Inovação Tecnológica e
Audiovisual que deverá atender as demandas do denominado cinema independente apresentadas pelo CBC ao Ministro Juca Ferreira, como
reinvidicação das entidades, durante o processo de discussão da proposta de reforma da atual Lei Rouanet, fato que segundo o
presidente do CBC, Rosemberg Cariry caso venha a se confirmar significa uma vitória e a ampliação do apoio e dos recursos destinados
pelo MinC ao setor. Foi feita também a sugestão que o Conselho gestor do novo fundo de inovação audiovisual seja composto por representantes
dos diversos segmentos do cinema brasileiro, através de indicação de suas entidades.


Já o Secretário do Audiovisual, Silvio Da Rin apresentou um detalhado balanço das atividades desenvolvidas pela SAV durante 2009, anúncio
várias novidades relacionadas a secretaria, entre as quais merece destaque a ampliação no número de contemplados no edital de BO que
será lançado este ano. Da Rin participou ainda dos intensos debates que marcaram a plenária realizada no segundo dia do encontro durante a
qual buscou responder aos questionamentos formulados pela platéia.


Da mesma forma, o presidente da ANCINE – Agência Nacional de Cinema, Manoel Rangel após apresentar um balanço geral das atividades
desenvolvidas durante 2009, participou também da plenária realizada no segundo dia, durante a qual defendeu o posicionamento da ANCINE em
relação a temas polêmicos, como os relacionados a questões relacionadas ao funcionamento do FSA – Fundo Setorial do Audiovisual,
aos percentuais de cota de tela exigidos dos exibidores e a necessária ampliação do parque exibidor nacional. O CBC se pronunciou a respeito
da ampliação da quota da tela para o cinema brasileiro e de outros assuntos que constam da Carta de Atibaia.

Pages: 123

Loading. Please wait...

Fotos popular