Pravda.ru

Sociedade » Cultura

Brasil: Diadema abre 1ª Mostra Internacional de Literatura

20.11.2006
 
Pages: 123
Brasil: Diadema abre 1ª Mostra Internacional de Literatura

Durante 13 dias, a cidade de Diadema servirá de palco para um dos eventos culturais mais importantes do ano. É que durante toda a segunda quinzena deste mês, de 17 a 30, a cidade irá viver e respirar poesias, contos e romances, com a realização da 1ª Mostra Internacional de Literatura - Poesia & Prosa sob o tema: “Diadema – Território Livre da Palavra”.

Com apoio da Prefeitura de Diadema, Secretaria Municipal de Cultura e o Grupo Palavreiros (formado por participantes de oficinas literárias de Diadema), o evento que inicialmente, pretendia reunir escritores e poetas locais, oriundos das oficinas de criação literária desenvolvidas nos Centros Culturais da cidade, e autores convidados da região, acabou assumindo proporção nacional e internacional. A mostra reunirá 92 poetas e escritores, ganhadores de prêmios, como o Jabuti e da Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA), entre grandes nomes atuais da literatura nacional, além de autores de Portugal, Cuba, Uruguai e Chile.

Atividades - Não faltarão círculos de leitura, palestras, recitais, debates e oficinas de criação literária com a participação de poetas, escritores e professores universitários de São Paulo e outros estados. O objetivo é possibilitar o intercâmbio entre autores locais e de outras cidades, promovendo o contato com diversas realidades literárias, além de incentivar e sensibilizar o público infanto-juvenil de Diadema para a leitura e a criação literária. O microfone será aberto a todos os amantes da palavra. Segundo José Geraldo Neres, assessor de literatura da Secretaria Municipal de Cultura e poeta, integrante do Grupo Palavreiros, “Enquanto a mostra acontece, os dez Centros Culturais, distribuídos nas quatro regiões da cidade, continuarão com suas oficinas de literatura, formando nosso público de futuros escritores e poetas”. As oficinas da Prefeitura oferecem noções sobre mitologia, filosofia, criação literária, memória escrita e oral, poesia visual e sensibilização e incentivo à leitura para o público infanto-juvenil.

O evento será aberto ao público, e especialmente, a alunos de letras e pedagogia, estudantes e professores da rede pública municipal e estadual. Terá 23 mesas temáticas, homenageando grandes nomes da literatura brasileira, entre ícones do modernismo como, Jorge de Lima, Oswald de Andrade e Mário de Andrade; da geração de 45, representada por João Cabral de Melo Neto, e dos anos 60, representados por Plínio Marcos, Hilda Hilst e Paulo Leminski. Em cada mesa, os autores farão exposição de suas obras e terão uma conversa informal com o público.

Participam das mesas escritores, poetas e estudiosos, como o português Antonio Joaquim da Silva Oliveira, doutor em Ciências da Literatura pela Universidade do Minho (Braga, Portugal); Claudio Willer, poeta paulistano e tradutor; Ricardo Muniz de Ruiz, coordenador de literatura do Museu da República – RJ; Carlos Felipe Moisés, crítico literário e poeta e José Nêumanne Pinto, escritor e cronista político; Marcelino Freire, ganhador da última edição do Prêmio Jabuti; Donizeti Galvão, poeta mineiro radicado em São Paulo, ganhador de uma das edições do Prêmio APCA e indicado para o Prêmio Jabuti, além de poetas e escritores representantes do ABCD, como Dalila Teles Veras, Zhô Bertholini, entre outros. Edson Tito

Locais e Programação – A Mostra será realizada nos seguintes locais: Teatro Clara Nunes e Biblioteca Central, rua Graciosa, 300 Centro; Biblioteca Vila Nogueira, rua Marcos de Azeredo, 240; Centro Cultural Promissão, rua Pau do Café, 1500; e Faculdade Diadema (FAD), avenida Alda, 831, Centro. Segue abaixo a programação:

Dia 17, Sexta-feira, 15h – Biblioteca Central - Palestra: “Federico Garcia Lorca e Eugénio de Andrade, em busca da infância perdida’”, com António Joaquim da Silva Oliveira, doutor em Ciências da Literatura pela Universidade do Minho (Braga, Portugal); 20h – Teatro Clara Nunes - Mesa Hilda Hilst – com António Joaquim da Silva Oliveira, Portugal, Beth Brait Alvim, do Grupo Palavreiros, Claudio Willer, poeta, ensaísta, tradutor de Allen Ginsberg, Antonin Artaud, e Lautréamont, Contador Borges, poeta, ensaísta, tradutor de Sade, Nerval, e René Char, e Radi Oliveira do Grupo Palavreiros, Diadema;

Dia 18, Sábado, 10h – Biblioteca Central – Poesia como realidade experimental – Oficina de texturas poéticas e discussões a respeito do papel da poesia e suas implicações no real. Voltada para o fazer poético – a inter-relação com cênico, a dança e a música – a oficina propõe novos olhares para aquilo que tradicionalmente está restrito ao papel; com Márcio-André e Victor Paes, da Confraria do Vento, Rio de janeiro. 10h – Centro de Memória - Oficina de Oralidade & Escrita , com Ricardo Muniz de Ruiz, do Museu da República – Palácio do Catete – RJ; 14h – Teatro Clara Nunes - Mesa Orides Fontella – com Carlos Pessoa Rosa (autor de Atibaia-SP), Flávio Viegas Amoreira (Santos-SP), Hudson Reginaldo dos Santos, Diadema, e Marcelo Ariel (Cubatão-SP); 20h – Teatro Clara Nunes - Mesa Gerardo Mello Mourão – com Arildo Correia Lima, Diadema, Guilherme Zarvos (autor do CEP20000, Rio de Janeiro); Márcio-André (Confraria do Vento, RJ), Ricardo Muniz de Ruiz (Museu da República, RJ), e Victor Paes (Confraria do Vento, RJ);

Pages: 123

Loading. Please wait...

Fotos popular