Pravda.ru

Sociedade » Cultura

Filme de Bressane concorre e estréia em Locarno

19.07.2013
 
Filme de Bressane concorre e estréia em Locarno. 18554.jpeg

O filme Educação Sentimental, de Júlio Bressane, foi selecionado para a competição internacional do Festival de Cinema de Locarno, do 7 ao 17 de agosto.


"Tenho acompanhado de perto o trabalho desse cineasta brasileiro", disse Carlo Chatrian, novo diretor artístico do Festival de Locarno, logo após a divulgação do programa do Festival, hoje em Berna, capital suíça.


"Vi seus últimos filmes e estivemos em contato durante sua presença na Itália. Bressane tem um estilo próprio de fazer filmes e acho que a presença de Educação Sentimental, na competição, será marcante. Fiquei satisfeito com a decisão de Bressane de entregar seu filme a Locarno, onde terá uma estréia mundial".


Carlo Chatrian, jornalista italiano crítico de cinema, sucede ao francês Olivier Père, que deixou Locarno depois de três anos como diretor artístico.


Um curta-metragem brasileiro, Tremor, de Ricardo Alves, concorre também na mostra Leopardos de Amanhã. Para Carlo Chatrian, o cinema brasileiro e o cinema latinoamericano vivem uma boa fase.
Essa não é a situação na África, que só participa de Locarno com uma coprodução francoargelina, concorrendo com o curta-brasileiro.


"Vi diversos filmes africanos mas nenhum deles tinha o nível exigido pelo Festival, preferi ficar sem a participação africana, mesmo porque Locarno não é um feira mundial, onde cada região do mundo teria de ser representada. Havia dois filmes argelinos que me interessaram, mas acabaram ficando fora por outras razões", disse Chatrian.

Presença latinoamericana

Está igualmente na competição internacional o longa de El Mudo, de Daniel e Diego Vega, uma coprodução do Peru e México com a França. O México concorre também na mostra Cineastas do Presente, com Los Insólitos Peces Gatos, de Cláudia Sainte-Luce.
A Argentina tem dois curtas concorrendo na mostra Leopardos de Amanhã: La Quietude, de Inés Maria Barrionuevo; e Los Palidos, de Martins Kalina.


No telão de 300 m2 da Piazza Grande, a atração das noites de verão do Festival, será exibido o filme Gloria, um dos favoritos no Festival de Berlim, cuja atriz Paulina Garcia foi premiada.


Uma nova mostra, com o nome de Fora da Competição, exibirá a coprodução argentinobrasileira O Que o Fogo me Trouxe, de Adrian Villar Rojas e o filme chileno Los Andes, de Joaquin Cociña e Cristobal León.

Portugal em destaque

O cinema português tem destaque em Locarno. Participa da competição internacional com E Agora? Lembra-me, de Joaquim Pinto; tem um curta nos Leopardos de Amanhã, do cineasta Carlos Conceição, Versailles; e exibe na mostra Fora de Competição, dois curtas - Mahjong, de Rui Guerra da Mata e João Pedro Rodrigues, e O Corpo de Afonso, de João Pedro Rodrigues, mais a longa Se Eu Fosse Ladrão... Roubava, do cineasta Paulo Rocha, cineasta português alvo de homenagem, na mostra História do Cinema, onde serão exibidos Os Verdes Anos e Mudar de Vida.

 

Rui Martins

 


Loading. Please wait...

Fotos popular