Pravda.ru

Sociedade » Cultura

Será que a política de 'alvo merecedor' da Igreja da Cientologia vai muito bem obrigado?

19.06.2008
 
Pages: 12
Será que a política de 'alvo merecedor' da Igreja da Cientologia vai muito bem obrigado?

Será que a política de 'alvo merecedor' da Igreja da Cientologia vai muito bem obrigado?

Por Robert Korczak

A política de 'Alvo Merecedor(*)' da Cientologia foi tema controverso tratado emocionalmente desde sua conceituação inicial em 1965 pelo fundador da igreja, Lafayette Ronald Hubbard, mais conhecido como L. Ron Hubbard. Será que a política de 'alvo merecedor' da Igreja da Cientologia vai muito bem obrigado?

(*) fair game - Literalmente, 'jogo limpo'. Pessoa vista como alvo justificável de crítica ou ridículo. - Collins. 'Muitos jornalistas consideram a família real fair game'. - Cambridge. Em português diríamos: pessoa que, no entender de muita gente, merece as críticas que recebe ou o ridículo a que é submetida. Em finanças, fair game é uma perspectiva de investimento de prêmio de risco igual a zero.

Essa política declarava que "Uma Pessoa Supressiva, ou Grupo Supressivo, torna-se alvo merecedor. Por ALVO MERECEDOR - FAIR GAME entende-se que ela poderá não mais estar protegida pelos códigos e disciplinas ou direitos de um cientologista."

Posteriormente, no mesmo ano, L. Ron Hubbard retocou essa política ao acrescentar que:

"As residências, propriedades, lugares e paradeiros de pessoas que venham sendo ativas na tentativa de suprimir a cientologia ou cientologistas estão todas além de qualquer proteção da Ética da Cientologia, a menos que absolvidas por Ética ou anistia posterior ... esta Carta de Políticas - Policy Letter estende-se a esposas e maridos e pais supressivos não-cientologistas, ou a outros membros da família ou grupos hostis e até a amigos íntimos."

Em 1967 Hubbard emendou adicionalmente essa política ao definir as "penalidades" para indivíduos considerados estarem numa "Condição de Inimigo":

"Ordem a respeito de INIMIGO — SP. Alvo merecedor. Pode ser privado da propriedade ou prejudicado por quaisquer meios por um cientologista, sem qualquer disciplina aplicável ao cientologista. Pode ser enganado, processado ou vítima de mentira, ou destruído."

Pergunte hoje a um cientologista ativo a respeito da "Política de Alvo Merecedor" e ele dirá a você, de pronto, que essa política foi cancelada pelo próprio Hubbard que de fato cancelou tal ordem, a qual não mais vige no presente.

Será verdade? Bem, para responder a essa pergunta só precisamos consultar outros escritos de Hubbard datados de outubro de 1968, quando Hubbard novamente modificou referida política:

"A prática de declarar pessoas ALVOS MERECEDORES - FAIR GAME cessará. FAIR GAME poderá não aparecer em nenhuma Ordem Relativa a Ética - Ethics Order. Causa dano às relações públicas. Esta P/L não cancela nenhuma política a respeito de como tratar ou administrar uma SP."

A única conclusão que pode ser tirada disso é exemplificada na última sentença da citação acima: "Esta P/L (Carta de Políticas - Policy Letter) não cancela qualquer política a respeito de como se tratar ou administrar uma SP (Pessoa Supressiva - Suppressive Person)."

Desde que essas políticas foram escritas críticos da Igreja da Cientologia vêm usando as palavras do próprio Hubbard como munição contra a Igreja.

Essa política de "Alvo Merecedor", entretanto, foi escrita no final da década de 1960 e certamente não pode ser política da igreja em 2008. Ou pode?

Em maio de 2008, o grupo de internet conhecido como "Anônimo" - "Anonymous" efetuou seu quinto protesto global contra a Igreja da Cientologia e denominou seu protesto de "Operação Alvo Merecedor - Fair Game: Parem"…

O que tornou esse protesto diferente dos outros foi os "Anônimos" - "Anonymous" terem ganho um novo aliado em sua guerra contra a Cientologia; surpreendentemente, esse novo aliado foi um ex-Agente Secreto da C.I.A. e veterano condecorado da guerra fria, Boris Korczak.

IIsso teria sido bastante para tornar qualquer pessoa suspeitosa de que o "Alvo Merecedor" - "Fair Game" ainda estaria muito vivo e vivaz, mas algumas coisas estranhas começaram a ocorrer.

A Sra. Barbara Schwartz, famosa na Cientologia, começou uma campanha de difamação contra Korczak na qual disse o seguinte:

"E se o serviço secreto alemão tiver enviado uma mensagem de rádio secreta para a CIA, para um dos infiltradores da CIA contratar Boris Korczak para este, por sua vez, "infiltrar-se" na KGB?

E se Boris Korczak nunca teve de fato verdadeiras intenções favoráveis aos estadunidenses?

E se ele nunca tiver fornecido dados corretos à CIA?"

"A KGB não perseguiu seriamente Boris? Por que não? Ele ainda está vivo. Não terá sido pelo fato de ele continuar sendo um deles o tempo todo, trabalhando ainda para a KGB? Ou, melhor ainda, porque a KGB sabe que o serviço secreto alemão controla Boris? "

Korczak encarou com humor essa difamação e respondeu com uma confissão escrachada em sua conta do MySpace, onde afirmou:

"Depois do aparecimento desse notável artigo na Internet, fiquei tão envergonhado que as lágrimas começaram a jorrar de meus olhos, rolando pelo meu rosto, criando uma grande poça em meu piso de mármore.

Pages: 12

Loading. Please wait...

Fotos popular