Pravda.ru

Sociedade » Cultura

Embaixador brasileiro visita Centro Lusófono Camões em S. Petersburgo

17.06.2014
 
Embaixador brasileiro visita Centro Lusófono Camões em S. Petersburgo. 20465.jpeg

SÃO PETERSBURGO - O embaixador do Brasil em Moscou, Antônio Guerreiro, foi recebido dia 5 de junho, quinta-feira, pelo reitor da Universidade Estatal Pedagógica Hertzen, de São Petersburgo, Valeri Solomin. Acompanhado pelo chefe do setor cultural da Embaixada, o primeiro-secretário Igor Germano, o embaixador Guerreiro fez questão de visitar o Centro Lusófono Camões da instituição, onde alunos russos aprendem a Língua Portuguesa.

O embaixador e o chefe do setor cultural da Embaixada foram recebidos também pelo diretor do Centro, professor Vadim Kopyl. Na visita ao Centro, o embaixador estava acompanhado pelo diretor de uma editora de São Petersburgo. A Embaixada estuda a possibilidade de apoiar, com a participação do Centro Lusófono Camões, a publicação por uma editora de São Petersburgo de uma coletânea de textos de autores brasileiros contemporâneos em edição bilíngue russo-portuguesa com 200 a 250 páginas.

Em 2006, com o apoio da Embaixada do Brasil em Moscou, o Centro publicou o livro Contos e, em 2007, Contos Escolhidos, ambos de Machado de Assis (1839-1908) em edição russo-portuguesa, com prefácios de Adelto Gonçalves, doutor em Letras pela Universidade de São Paulo (USP) e autor das biografias Gonzaga, um poeta do Iluminismo (Rio de Janeiro, Nova Fronteira, 1999) e Bocage: o perfil perdido (Lisboa, Editorial Caminho, 2003). Desde a sua fundação em 1999, o Centro publicou também em edições bilíngues os livros Guia de Conversação Russo-Portuguesa Contemporânea, Poesia Portuguesa Contemporânea (2004), que reúne poemas de 26 poetas portugueses, e Vou-me embora de mim (2007), do poeta português Joaquim Pessoa.

O Centro Lusófono Camões começa o ano, em média, com 15 estudantes russos de Português. Os estudantes entram no nível zero, passam para o nível médio, chegando ao nível superior. Em média, formam-se de sete a oito alunos por ano. Para o Outono, o Centro aguarda a chegada de uma professora da Universidade de Lisboa e leitora do Instituto Camões. Também são professores na instituição o seu diretor, Vadim Kopyl, e antigos alunos e alunas formados pelo Centro.

O Centro Lusófono Camões tem recebido nos últimos anos livros de instituições e autores do mundo lusófono que vêm enriquecendo o seu acervo, a tal ponto que teve de instalar novas estantes em sua sala. As instituições, editoras e autores interessados devem enviar os seus livros para:

Prof. Vadim Kopyl

CENTRO LUSÓFONO CAMÕES

Moica 48 - UNIVERSIDADE ESTATAL PEDAGÓGICA HERTZEN k. 14

Saint Petersburg - Russia

 

_______________________________________________

Legenda das foto:

 

 

(IMG_0279) O reitor Valeri Solomin, da Universidade Hertzen, e o embaixador Antônio Guerreiro: cooperação mútua para a difusão da Língua Portuguesa na Rússia

 

 


Loading. Please wait...

Fotos popular