Pravda.ru

Sociedade » Cultura

Teatro Bolshoi Brasil em Montevidéu

17.06.2007
 
Teatro Bolshoi Brasil em Montevidéu

O dançarino Amarildo Cassiano pula alto pelo mundo - Número um da Escola de Teatro Bolshoi Brasil em Montevidéu - Joinville no Estado de Santa Catarina ( Brasil ) é sede para América da famosa Escola de Teatro Russa Bolshoi.

Joinville no Estado de Santa Catarina ( Brasil ) é sede para América da famosa Escola de Teatro Russa Bolshoi. Segundo nossa amiga Raquel, joinvilense que morá nessa cidade e mãe do Lipe, um mocinho destaque deste Bolshoi Brasil em Dom Quixote , qualquer um poderia perceber que acabou de atingir Joinville pois é só verificar que a chuva tem feito seu trabalho alagando tudo.

Chove ? Então acabou de chegar em Joinville!

Trata-se duma cidade linda, não muito movimentada, com população por volta de 400 mil pessoas, com o Expoville como Centro de Exposições para Feiras de negócios destaque na região sul do Brasil ( Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Paraná ) e concorrendo fortemente com Blumenau pelo privilégio de hospedar a maior colônia alemã do país, porém com muitas tradições dessa cultura européia.

Loiros, olhos azuis e cílios da cor dos cabelos desses quase alemães são porção importante desse pessoal que enfeita as ruazinhas e avenidas da capital das enchentes barriga-verde.

Não seria bom esquecer dos bolos e docinhos meigos que provocam os fregueses das confeitarias “clicando os olhos” desde o interior das vitrines, arrumadinhos e cativantes que nem na Alemanha!

Com população e jeitinho daquele Rio de Janeiro da época da Boêmia Dourada no fim do século XIX, Joinville é quase provinciana se compararmos com as mais famosas cidades do Brasil, detalhe que a faz adorável!

Quanto ao Bolshoi do Brasil, garante uma turma de grandes dançarinos de balé a cada ano formando-se logo após quatro anos de treinos, testes e exames extremamente exigêntes do jeito que teria que acontecer sempre nas Escolas ou Universidades reconhecidas pelo mundo inteiro.

Ninguém candidateia-se entrando de bochecha, e aquele que no final ganha medalha, anel de grau e pergamino foi sem dúvida por causa dum trabalho enxuto que foi aprimorando–o no decorrer da carreira na Escola.

Mas a celebridade hoje é o Amarildo Cassiano que na também famosa Companhia de Balé Stagium de São Paulo foi assistente de Coreografia, professor e dançarino no eixo duma década tendo conhecido sua parceira, amiga e dançarina uruguaia também cativada pelo balé sendo criança, María José Sommer que de mãos dadas com sua antiga amiga e professora em Montevidéu Laura Massironi decidiram organizar este grande evento que o ambiente cultural uruguaio está valorizando com repercussões insuspeitas pelo apoio que está oferecendo a imprensa consciente da valia do Cassiano.

Na atualidade é professor e coreógrafo do Grupo de Dança Contemporânea da Escola de Teatro do Bolshoi Brasil ( ETBB ). Nasceu feito dançarino especializando-se em dança clássica pela Escola de Teatro Guaira no Estado de Paraná ( PR ) – Brasil.

Foi júri em vários Festivais no Brasil e fora da divisa em Janeiro de 2006 no Projeto de Intercâmbio Brasil-França pelo Grupo de Dança Contemporânea do ETBB e a Companhia de Dança Philippe Trehet: mais uma vez foi júri no 20º. Grand Concours Internacional de Dance Classique e Dance Contemporaine na cidade de Caen na França, tendo sido convidado logo a dar aulas em várias Escolas de Dança da região da Normandia ( França ), sendo o caso da Escole de Dance Municipal de Ville de Gonfreville L´Orcher u en Le Lieu Chorégráphique le Havre na França.

Como dançarino foi par de famosos do ambiente internacional acima do cenário.

A sede do evento vai ser o Teatro Ateneo no quilômetro Zero de Montevidéu, com suíças feitas com flocos de algodão que refletem a idade dum dos mais antigos prédios da capital uruguaia que no decorrer do ano é sede das aulas que chefiam as duas uruguaias amadoras desta arte que contribue nem só com o equilibrio físico sinão com o emocional dos alunos, moldando uma atividade sã para crianças e moleques.

Faz duas décadas a calçada que defronta a porta gigante de madeira brilhante do Ateneo contornando a Praça Cagancha foi “Terminal Rodoviário” das mais importantes empresas de ônibus inter-estaduais deixando suas marcas de óleo na rua e da fumaça poluente batendo nessa porta do teatro. Felizmente agora houve mudanças na vizinhança do Centro de Montevidéu e o Teatro só vai receber pulos parafúsicos e perfeitos vira-voltas além de carícias das mais ternas deste grande dançarino com crachá internacional.

O trabalho do Pravda não tem com simples objetivo divulgar as grandes novedades no site com antecedência. Inúmeras oportunidades como é este caso, percebendo o esforço ds duas dançarinas uruguaias, tentando aprimorar a vinda do Cassiano do lado da turma que vai aproveitar sua magia, abrange bem mais compartilhando a notícia com o Departamento Cultural da Embaixada do Brasil com o 1º. Secretário Sr. Ademar Seabra da Cruz Júnior assim como o Sr. Gregory Korolev, responsável da Imprensa e Comunicações da Embaixada da Federação Russa em Montevidéu.

Mais um que sempre está dando seu apoio a este tipo de eventos é nosso amigo e Diretor Executivo do ICUB ( Instituto Cultural Uruguaio-Brasileiro ) Prof. Severino Cunha Farias que já colocou a Obra em cartaz para todos aqueles alunos que percorrem os mesmos corredores que faz algumas décadas andou devagar e genial o Vinícius.

Site da Escola de Dança de Balé Orlama como organizadora.

Aulas:

Sábado 30 de junho das 11:15 até 13:15 h

Domingo 1º de julho das 9:15 até 11:15 h

www.haciaelsur.com

Correspondente PRAVDA.ru

Gustavo Espiñeira


Loading. Please wait...

Fotos popular