Pravda.ru

Sociedade » Cultura

IndieLisboa 2008 exibe exemplares de cinema de animação russo

17.04.2008
 
IndieLisboa 2008 exibe exemplares de cinema de animação russo

A curta-metragem “Three Love Stories”, produção russo-germânica realizada por Svetlana Filipova, será uma das curtas-metragens presentes na Competição Internacional do Festival de Cinema Independente de Lisboa. Ambientado no período da revolução russa, cruza material de arquivo dos anos 20 e 30 com animação moderna para abordar uma temática que mistura arte, política e amor.

“Three Love Stories” é mais um título da carreira internacional de Filipova, sempre no âmbito da animação. “Notch Prichla”, de 1998, foi indicado ao prémio de melhor filme europeu no Festival de Bruxelas. No ano a seguir, recebeu o prémio de melhor filme do Art Film Festival com “The Night Has Come”. Sua produção de 2006, “Sarah’s Tales” foi exibida no Festival de Cinema de Animação de Tampere, realizado em Março deste ano. O filme poderá ser visto nos dias 28 de Abril (21h30min) e 3 de Maio (16h15) no Cinema São Jorge 3.

A Rússia é o também o tema principal de outra curta-metragem de animação exibida na amostra: “Irinka et Sandrinka”, primeiro filme da realizadora francesa descendente de russos Sandrine Stoïanov. Produção franco-belga de 2007, gira em torno do diálogo entre as personagens principais: Irinka, antigo membro da nobreza russa, relembra o seu passado no império czarista no momento em que este experimenta a sua queda; Sandrinka, por sua vez, sonha com uma Rússia idílica e rural. “Irinka et Sandrinka” é baseado nas memórias da tia da autora. O filme chega ao Indie depois de um já apreciável percurso nos festivais internacionais e será exibido nos dias 25 e 30 (sempre às 18h45min), no cinema São Jorge 3.

Por fim, já fora do âmbito do cinema de animação, há oportunidade para apreciar mais um dos trabalhos do prestigiado documentarista bielo-russo Victor Asliuk, cuja temática centra-se na sua terra natal enquanto parte da extinta União Soviética. “Maria”, de 2007, retrata a história de uma motorista de tractores que, em 1974, após vencer um concurso de talentos torna-se famosa em toda a União Soviética, aparecendo em jornais, revistas e na televisão. Asliuk vai visitar esta heroína da década retirada para o meio rural e completamente sozinha. O filme é exibido nos dias 25 de Abril (21h15min) e 1 de Maio (16h) no cinema São Jorge 2. Asliuk, membro da Academia Europeia de Cinema desde 1998, já realizou mais de 20 documentários. Um dos mais famosos, “A Roda”, foi exibido na edição de 2004 do DocLisboa.

O IndieLisboa é um dos mais importantes eventos cinematográficos realizados em Portugal – focando sempre as realizações do cinema alternativo a nível mundial. A 5ª edição do festival realiza-se entre 24 de Abril e 4 de Maio.

Roni Nunes


Loading. Please wait...

Fotos popular