Pravda.ru

Sociedade » Cultura

Sobreviveram nove meses à deriva

16.08.2006
 
Sobreviveram nove meses à deriva

Depois de nove meses  à deriva, perdidos  no Oceano Pacífico , três pescadores mexicanos  foram resgatados na semana passada (9) por um barco taiuanês nas ilhas Marshall a noroeste de Austrália, a mais de 8 mil quilômetros do México, informa a imprensa mexicana. 

 Eugene Muller, diretor da companhia proprietária da embarcação taiwanesa, com sede na capital das Ilhas Marshall, Majuro, disse : "Estavam fracos e famintos, mas sãos", disse Muller. Ele explicou que os mexicanos sobreviveram pescando peixes e bebendo água de chuva.

Muller identificou os pescadores resgatados como Salvador Ordóñez Vasques, Jesús Eduardo Vidana López e Lucio Randon Bacerra. Os pescsdores que haviam zarpado da cidade mexicana de San Blas (costa central pacífica) há três meses. Os dois motores de sua embarcação estavam quebrados.

Os três pescadores mexicanos hoje permanecem a bordo da embarcação taiwanesa, pois esta só chegará ao porto de Majuro dentro de duas semanas. Muller entrou em contato com as autoridades das Ilhas Marshall para que estas comuniquem à embaixada mexicana na Nova Zelândia o resgate dos pescadores.


Jesús Vidana disse à rede de TV Televisa que ele e seus dois companheiros zarparam do porto de Sinaloa (noroeste) em 28 de outubro de 2005 a bordo de uma lancha a motor de 27  pés   para pescar tubarões. 

 Os ventos fortes do norte  arrastaram  mar adentro o barco,  e  tornou -se impossível  retornar  à costa logo após a lancha ficar sem gasolina.

"Comíamos gaivotas cruas, comíamos peixe cru (...) Os peixes que se aproximavam (do barco) agarrávamos para comer", disse Vidaña à TV mexicana para explicar como sobreviveram.

"As vezes, tínhamos comida para dois ou três dias seguidos, mas em outros momentos ficávamos sem comer por vários dias", revelou o pescador.

"Nunca perdemos a esperança porque lá em cima está Deus, todo poderoso, e tínhamos muita fé...", disse Vidana.

Lucio Rendón lembrou que durante vários meses não viram qualquer barco, mas "começaram a surgir barcos e entendemos que já estávamos do outro lado, com os japoneses ou chineses".Vidana garantiu que os três pescadores estão bem de saúde, mas têm as pernas, braços e rostos inchados.


Loading. Please wait...

Fotos popular