Pravda.ru

Sociedade » Cultura

Festival de Locarno: Cocô, xixi e sémen na competição

15.08.2013
 
Festival de Locarno: Cocô, xixi e sémen na competição. 18708.jpeg

O livro Regiões Úmidas, da apresentadora de televisão Charlotte Roche, foi o sucesso "literário" do ano 2008, na Alemanha e na Suíça alemã com milhões de exemplares vendidos. Sua autobiografia real ou imaginária é um autêntico mergulho em tudo quanto é líquido  secretado pelo corpo e isso inclui não só as secreções da vagina, como o sangue da menstruação, a urina pela uretra, o sêmen pelo pênis, a meleca do nariz e o cocô do anus, do qual nem sempre é líquido o que sai. 

A vendagem do livro logo suregiu a idéia de se fazer um filme, dirigido por David Wnendt. O problema era o de achar uma atriz capaz de reviver diante das câmeras a fixação anal da personagem do filme (Helen) e autora do livro, dignas de atenção de um médico especialista proctologista. Ora, a atriz pefeita foi encontrada na Suíça italiana, Carla Iuri, e o filme adaptado do livro satisfaz plenamente a autora livro, como declarou no encontro com a crítica.

O filme não pode ser qualificado de pornográfico, embora existam pessoas cuja libido e orgasmo estão ligados à defecação, mas como disse uma jornalista, no encontro do diretor e atores do filme com a imprensa, "é asqueroso e nojento" ou como escreveu um crítico menos severo "um alegre ou engraçado nojo, mais próximo da ironia que da vulgaridade ou baixaria".

Evidentemente, o Festival de Locarno não aceita censura e o fato de vivermos numa sociedade livre autoriza qualquer pessoa ou diretor de cinema a expressar publicamente suas preferências e prazeres pessoais. A coletiva com a imprensa só "esquentou" quando o ator alemão Axel Milberg (pai da jovem Helen) respondendo à jornalista holandêsa, que usara a palavra inglesa "disgusting", argumentou ser o filme uma quebra de tabus.

Ao que outro jornalista respondeu dizendo que a atração pelo cocô não é uma questão de tabu mas de retrocesso ou fixação de algumas crianças e adolescentes, ainda numa fase anal. Não se deve confundir todos os tipos de libertação sexual com fixações que se mantêm em certas pessoas, em decorrência de mãe exigente em matéria de higiene corporal, como parece ser o caso relatado no filme.

Enfim, quem não se excita com os cheiros e líquidos secretados por seu corpo não precisa perder seu tempo com essa apologia das secreções líquidas humanas.

 

Rui Martins

 


Loading. Please wait...

Fotos popular