Pravda.ru

Sociedade » Cultura

Brasil forma 10.000 doutores por ano

10.01.2007
 
Brasil forma 10.000 doutores por ano

O número de pessoal altamente qualificado, formado pelo Brasil, com títulos de doutor e mestre, jamais foi tão elevado. Pela primeira vez na história, atingiu-se a meta de formar 10 mil doutores e 40 mil mestres por ano.

Os dados, da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes/MEC), demonstram ainda que existem 2.400 brasileiros, com bolsas de estudos da agência, distribuídos em mais de 30 países, para realizar intercâmbio e aperfeiçoamento profissional.

Em 2006, 10.868 bolsistas de doutorado e 15.646 de mestrado contaram com o apoio da Capes, o que representa um aumento de 33% e de 32%, respectivamente, sobre os números de 2001.

Como conseqüência direta desse aumento, tem-se uma maior capacidade de produção científica. Estima-se que, a longo ou médio prazo, o aumento do número de doutores possa trazer maior desenvolvimento e riqueza para o país.

A intenção é que a ampliação da pós-graduação e a formação de pessoal qualificado também tragam maior qualidade para a educação brasileira, já que muitos desses mestres e doutores tornam-se educadores. Uma das metas estabelecidas pelo Plano Nacional de Pós-Graduação (PNPG 2005-2010), documento que integra o Plano de Governo do presidente Lula, é a formação de 16 mil doutores/ano a partir de 2010.

A pós-graduação brasileira já pode ostentar no currículo o apoio a outros países. A implantação da primeira universidade pública de Cabo Verde (África) contou com consultoria técnica e planejamento de especialistas da Capes. A instituição cabo-verdiana seguirá os padrões brasileiros de instituições públicas de ensino superior.

Ensino básico

A experiência da Capes na avaliação dos cursos de pós-graduação poderá trazer, a partir de 2007, uma maior qualificação também para o ensino básico. O Ministério da Educação apresentou uma exposição de motivos, já aceita pelo presidente da República, que atribui à agência a responsabilidade pela qualificação dos professores do ensino básico. O projeto de lei foi encaminhado ao Congresso Nacional.

É a primeira vez que o governo federal assume a responsabilidade pela qualificação de professores do setor, já que a Constituição Federal estabelece que essa missão deve ser dos estados e municípios. Se o projeto for aprovado, a Capes deve manter suas atribuições atuais e agregar ainda as atividades de qualificação, avaliação e fomento dos processos de formação de professores do ensino básico.

PT


Loading. Please wait...

Fotos popular