Pravda.ru

Sociedade » Cultura

"Triângulo de Fogo", um belo romance infanto-juvenil escrito a seis mãos

09.11.2019
 

"Triângulo de Fogo", um belo romance infanto-juvenil escrito a seis mãos

A Coleção Jabuti, da Editora Saraiva, há décadas brinda seu seleto público juvenil com belíssimos livros cults de qualidade e emoção, dezenas deles já clássicos entre jovens, e entre todo acervo algumas obras de Carlos Segato, já autor de vinte livros. Este "TRIANGULO DE FOGO", foi escrito a seis mãos, em coautoria com Giselda Laporta Nicolelis e Rosana Rios.

 

A literatura infanto-juvenil é um ramo da literatura dedicado especialmente às crianças e jovens, sendo fundamental para que crianças travem contato com os livros desde cedo, acostumando-se com sua textura, seu formato, seu cheiro e seu maravilhoso universo de possibilidades.

 

Nesse contexto, Carlos Augusto Segato faz bonito desde 1987, pois escreveu vários livros já com edição esgotada, lançados pela Editora Moderna, Atual Editora, Editora Palavra Mágica, Escala Editorial, Editora Positivo, Saraiva, entre outras.

 

O romance TRIÂNGULO DE FOGO que pega você pela palavra, quando passa um roteiro de filme na sua cabeça, daqueles que você não quer parar de assistir. A história, bem movediça, se assoma quando jovens deparam com um mundo de ambição, corrupção, tráfico e assassinatos. O velho João Carlos Lorquemad, o JCL, homem rico e influente, morre em um incêndio. Quando a família se reúne para o funeral e para discutir a divisão dos bens, os netos do de-cujus, adolescentes curiosos, acabam ouvindo conversas estranhas, assuntos como sobre divisão de bens, possíveis suspeitos (caso o incêndio no casarão não tenha sido um simples acidente...), fatos políticos embaraçosos e coisas do tipo. Ousados, resolvem investigar por conta própria a morte do querido avô. A partir daí ocorrem fatos estranhos, perigosos, revelando um mundo de ambição, de corrupção, de tráfico e de assassinatos. Você segue a leitura numa narrativa ora de romance policial, ora de pura ação, com um toques de terror, e anseia descobrir o que de fato aconteceu. A investigação ganha nova força quando dois policiais audaciosos também entram em ação. Acidente ou crime premeditado? Mistério! O que está por trás do incêndio e da morte do velho empresário com tanta influência política? Desde o início, os três primos, Henri, Fausto e Ingra acharam o incêndio muito mal explicado.  O livro é divertido, cativante, cheio de mirabolantes reviravoltas, revelações, situações de riscos, mentiras, tramas ocultas. Um repertório de criação e tanto. Uma narrativa que prende a atenção do leitor do começo ao fim nas suas 184 páginas. Aliás, daria um belo filme infanto-juvenil, mas que também agradaria a todos os públicos. Em cada página uma descoberta, um mistério, um novo personagem, uma surpresa, um novo elemento na trama: o bendito/maldito e complicador "triângulo de fogo', uma certa seita secreta, etc e tal. De perder o fôlego. Romance cativante.

 

Para variar, e isso é interessante e datado, pois o que surpreende ainda por cima é que o livro começou num ocasional desafio entre os autores amigos, uma troca de e-mails, depois um encontro, depois, tipo um começa, outro continua e todos terminam, e assim a própria feitura do livro é uma bela história nesses tempos de tantas infovias que levam, trazem, focam, trocam e acrescentam arte e cultura.

 

A Rosana Rios (escritora, ilustradora, arte-educadora e roteirista brasileira) teve a ideia; a Giselda Laporta começou (escritora com mais de cem trabalhos, entre livros infantis e juvenis, ficção, poesia e ensaio), escrevendo o primeiro capítulo, e Carlos Augusto Segato tocou no mesmo ritmo e foco. E assim foram, num revezamento tríplice ao longo de 21 capítulos até o final, desembocando neste já clássico de literatura contemporânea. Que conta com as ilustrações expressivas e marcantes do artista plástico Henrique Kipper (ilustrador gaúcho consagrado, vencedor do prêmio HQMIX), carregando nas tintas e criando uma atmosfera sombria que faz um diálogo perfeito com o texto.

 

Livro recomendado para crianças, jovens e adultos, e também aos mestres educadores para leitura e indicação aos alunos. Li de uma pegada só. E cada vez ficava mais curioso com a revelação seguinte, a página seguinte, o personagem seguinte, o mistério seguinte, o perigo seguinte, eles todos se entrecruzando, até o final que, ponhamos, foi literariamente um achado.

 

Bravo!

 

-0-

 

BOX

 

Triângulo de Fogo

 

Editora Saraiva, Coleção Jabuti

 

www.editorasaraiva.com.br

 

E-mail: atendprof.didatica@editorasaraiva.com.br

 

-0-

 

Silas Corrêa Leite, Professor, Jornalista e Escritor. Autor de O LIXEIRO E O PRESIDENTE, romance social, Sendas Edições, Curitiba, Pr, 2019. Contatos: poesilas@terra.com.br

 

 


Fotos popular