Pravda.ru

Sociedade » Cultura

Contos e Novelas de Leonid Andrêiev

05.05.2019
 
Contos e Novelas de Leonid Andrêiev. 30928.jpeg

Contos e Novelas de Leonid Andrêiev

O(A) ADMIRADOR(A) tem as seguintes recompensas: ► 1 exemplar do livro impresso + 2 marcadores de página exclusivos + 5 cartões postais exclusivos + 1 caderno de anotações exclusivo + Nome na página de agradecimentos do livro ► Frete GRÁTIS para o Brasil ► ATENÇÃO: envios somente para Brasil

Leonid Andrêiev foi um dos maiores escritores da chamada Era de Prata da literatura russa, entre o fim do Século XIX e início do Século XX.

Embora muito famoso e popular em seu tempo, Andrêiev não desfruta hoje do reconhecimento e da divulgação que merece junto aos leitores lusófonos.

Este projeto pretende preencher esta imensa lacuna editorial, oferecendo aos leitores brasileiros um volume exclusivo e inédito em português de obras de Andrêiev, em cuidadosa tradução direta do russo.

Aos amantes da literatura, este projeto representa uma oportunidade única de apreciar toda sensibilidade, perspicácia e criatividade deste genial autor russo.

Leonid Andreyev was one of the greatest writers of the so-called Silver Age of Russian literature, between the end of the 19th and the beginning of the 20th century. Although very famous and popular in his time, Andreyev does not enjoy today the recognition and the divulgation that ihe deserves with the Portuguese readers. This project intends to fill this immense publishing gap by offering to Brazilian readers an exclusive and unpublished volume in Portuguese of Andreyev's works, in a careful and direct translation from Russian language. For Brazilian lovers of literature, this project represents a unique opportunity to appreciate all the sensitivity, insight and creativity of this great Russian author.

Leonid Nikolaievich Andrêiev foi escritor, dramaturgo, crítico, ensaísta, pintor e fotógrafo e é considerado o pai do expressionismo russo. Sua obra é representativa dos estilos do realismo e do naturalismo.

Andrêiev nasceu em Oriol, Rússia, em 21 de agosto de 1872, em uma família de classe média polonesa, finlandesa e letã. Estudou Direito em São Petersburgo e Moscou, tornando-se repórter do tribunal policial para um jornal de Moscou. Escrevia poesia como um hobby, não tendo publicado nada até seu primeiro conto em 1889, Bargamot e Garaska. Maksim Górki, já famoso nesta época, ficou impressionado com os primeiros textos de Andrêiev e o recomendou que se dedicasse a escrever literatura em tempo integral.

 

Andrêiev rapidamente ganhou fama depois que sua primeira coletânea de contos foi publicada em 1901. Muitos de seus trabalhos enfocavam os aspectos psicológicos de seus personagens e um tratamento dramático da sexualidade para a época. Vivendo um momento muito agitado da história russa, envolveu-se em debates políticos como defensor dos ideais democráticos durante a Revolução Russa. Histórias que tipificaram o espírito deste período de agitação política incluem O Riso Vermelho (1905), O Governador (1905) e Os Sete Enforcados (1908). Outros de seus mais famosos contos e novelas são Lázaro (1906) e Judas Iscariotes (1907). Estreou como dramaturgo e escreveu muitas peças a partir de 1905. Uma de suas peças mais exibidas e populares na Rússia do século XX foi A Vida do Homem (1906).

Andrêiev faleceu em 12 de setembro de 1919, em sua propriedade em Kuokkala, território então pertencente à Finlândia. Proscrito pelos revolucionários russos, sua a obra somente voltou a ser publicada na Rússia a partir da década de 1950.

Leonid Nikolayevich Andreyev was a writer, playwright, critic, essayist, painter and photographer and considered the father of Russian expressionism. His work is representative of the styles of realism and naturalism. Andreyev was born in Oryol, Russia, on August 21st, 1872, into a Polish, Finnish and Latvian middle class family. He studied law in St. Petersburg and Moscow, becoming a police court reporter for a Moscow newspaper. He wrote poetry as a hobby, having published nothing until his first short story in 1889, Bargamot and Garaska. Already famous at this time, Maksin Gorky was impressed by Andreyev's first texts and recommended that he dedicate himself to writing literature in full-time. Andreyev quickly gained fame after his first collection of short stories was published in 1901. Many of his works focused on the psychological aspects of his characters and a dramatic treatment of sexuality for that time. Living a very hectic moment in Russian history, he engaged in political debates as a defender of democratic ideals during the Russian Revolution. Stories that typified the spirit of this period of political turmoil include The Red Laugh (1905), The Governor (1905) and The Seven Who Were Hanged (1908). Other of his more famous stories and novels are Lazarus (1906) and Judas Iscariot (1907). He made his debut as a playwright and wrote many plays from 1905. One of his most popular and popular plays in Russia in the twentieth century was The Life of Man (1906). Andreyev died on September 12th, 1919, at his home in Kuokkala, then territory belonging to Finland. Outlawed by the Russian revolutionaries, his work was only published again in Russia from the 1950s.

São ao todo 19 textos, sendo 18 contos e novelas e uma peça de teatro, gênero em que o autor também foi muito prolífico, em mais de 300 páginas com esmerada produção gráfica e editorial.

 

Com capa colorida e formato 16 x 23cm, o livro terá uma cuidadosa e criativa diagramação interna, valorizando o seu conteúdo.

A edição do livro está aos cuidados da Orel Books Editora, de São Paulo.

 

Obs: imagens meramente ilustrativas. O produto final pode ter alterações (Merely illustrative images. The final product may change.)

 

 

Helena Kardash é bacharel em Letras Português/Russo pela FFLCH-USP. Realizou intercâmbio acadêmico na cidade de São Petersburgo, onde concluiu o curso de Língua, Cultura e História Russa Para Estrangeiros. Descendente de imigrantes russos, a paixão pelo idioma desenvolveu-se desde cedo em sua vida. Assim como a paixão pelo escritor Leonid Andrêiev, de quem, desde pequena, ouvia os contos lidos por sua mãe.Atua há 5 anos como tradutora em diversas áreas. De Leonid Andrêiev, Helena traduziu, até o momento, o conto O anjinho, publicado na Revista RUS, em 2016.

 

https://www.kickante.com.br/campanhas/presentinho-outras-historias-l-andreiev

 


Loading. Please wait...

Fotos popular