Pravda.ru

Sociedade » Cultura

Campeã do carnaval 2008 de São Paulo consagra-se a Vai-Vai

05.02.2008
 
Campeã do carnaval 2008 de São Paulo consagra-se a Vai-Vai

A Vai-Vai consagra-se como a grande campeã do carnaval 2008 de São Paulo, com 90 pontos. A apuração da Liga das Escolas de Samba de São Paulo, realizada nesta terça-feira, 5, começou por volta das 9h30 e foi marcada por uma disputa acirrada entre a vencedora e a Mocidade Alegre, que só foi decidida no último quesito, a harmonia, com maior peso. Em terceiro lugar, ficou a Vila Maria. As escolas Águia de Ouro e Camisa Verde e Branco foram rebaixadas, enquanto a Unidos do Peruche e Leandro de Itaquera - com 89,75 pontos e 89,50 pontos, respectivamente - venceram o carnaval do Grupo de Acesso e, com isso, ganham o direito de participar do desfile do Grupo Especial no carnaval de 2009, escreve Portal Estadão.

Com o enredo "Acorda Brasil", a Vai-Vai falou de um tema um tanto quanto delicado no Anhembi: a Educação no País. A idéia surgiu da peça de teatro de mesmo nome, escrita pelo empresário Antônio Ermírio de Moraes. Com uma composição ótima de Zé Carlinhos, Nayo Denai, Vagner Almeida e Danilo Alves, a arquibancada fez festa na mesma cadência da bateria da tradicional escola do Bexiga, que entra para a disputa e segue como forte candidata. Desde os primeiros minutos de desfile, a escola mostrou porque é agremiação com o maior número de títulos em São Paulo, agora 13.

A promessa do carnavalesco Chico Spinoza se confirmou na avenida. Os efeitos especiais dos carros alegóricos compuseram uma das maiores atrações da agremiação - o carro abre-alas cuspiu fogo e água, diversas vezes, no Sambódromo do Anhembi.

A Mocidade Alegre entrou no Anhembi, no domingo, com o enredo "Bem-vindo a São Paulo, sabe por quê? Porque São Paulo é tudo de bom!", destacou a cidade por suas principais qualidades - a gastronomia, a vida cultural agitada, o futurismo, a terra das oportunidades e a 'multiculturalidade' paulistana.

Houve modelos representando a São Paulo Fashion Week, além de alegorias da Bolsa de Valores e da Fórmula 1. A segunda alegoria da escola trouxe referência aos motoboys, mas com um aviso: nada de pressa para os motociclistas.

Escolas de São Paulo

As agremiações fizeram os melhores desfiles na primeira noite de folia no Sambódromo do Anhembi, que começou na sexta.No sábado, desfilaram respectivamente Camisa Verde e Branco, Mancha Verde, X-9 Paulistana, Pérola Negra, Vai-Vai, Mocidade Alegre e Império de Casa Verde.

O ano de 2008 marca o centenário da imigração japonesa no Brasil. Para homenagear a cultura que fincou no Brasil sua maior colônia fora do Japão, a Unidos de Vila Maria decidiu levar um pouco dessa história da chegada dos japoneses ao País e deu um verdadeiro show na avenida. A escola foi a terceira escola a desfilar. Apesar da boa apresentação, o espaço entre um dos carros alegóricos e a ala logo atrás pode tirar pontos no quesito harmonia. Um pneu do carro abre-alas da Unidos de Vila Maria furou na dispersão, mas o incidente não deve tirar pontos da escola.

Uma das escolas mais tradicionais do carnaval paulistano, a Rosas de Ouro despertou as memórias olfativas do público presente no desfile na madrugada deste sábado. O capricho deve garantir pontos à escola, que veio com fantasias e carros alegóricos muito bem acabados. A agremiação fez uma das apresentações mais bonitas e empolgantes da noite e certamente brigará pelo título. Com o samba-enredo 'Rosaessência - O Eterno Aroma', a escola contou o lugar que as diferentes fragrâncias tiveram na história e, numa jogada de marketing, lançou uma marca de perfume em pleno desfile.

A Gaviões da Fiel, primeira escola a desfilar, fez do sambódromo do Anhembi uma cópia mais do que fiel das arquibancadas do Pacaembu em final de campeonato. A escola, que contou em seu enredo a história da cidade de Santana do Parnaíba entrou na pista às 22h06 e cumpriu o tempo estabelecido pelo regulamento: 65 minutos. Para lembrar os bons tempos do Timão - e esquecer um pouco a amargura da Série B - Manoel da Silva, o Zaguinha, de 55 anos, desfilou fazendo embaixadinhas com uma bola dourada. No ano passado, a escola foi a campeã do Grupo de Acesso. O último título conquistado pela Gaviões no grupo Especial foi em 2003.

A Acadêmicos do Tucuruvi passou pela avenida sem contagiar o público. A agremiação abusou de muitas cores, aromas e crianças para apresentar o samba-enredo "Hummm... É Tempo de Sorvete, do Oriente ao Ocidente, o Alimento Refrescante e Nutritivo". O carro abre-alas trouxe uma geleira, uma ilustração de como foi feito o primeiro sorvete, misturando o gelo, mel e suco de frutas. Uma das grandes apostas da escola para o desfile foi a ala de encerramento, que contou com as crianças, que seriam 70% dos consumidores mundiais de sorvete.

Com um quarto lugar no ano passado - a melhor colocação já conseguida -, a Águia de Ouro se sentia preparada para levar o título no carnaval de São Paulo deste ano, só não contava com o pneu furado de seu quarto carro alegórico, que deve tirar pontos da agremiação. Apesar do problema, a escola encerrou seu desfile dentro do tempo regulamentar, o que fez seus integrantes comemorarem bastante na dispersão. Assim como a Tucuruvi, a Águia também cantou o sorvete, mas com abordagem diferente da rival.

A Tom Maior passou pela avenida sem problemas aparentes, mas não levantou a arquibancada. Lucimara Parisi, produtora do Domingão do Faustão, foi um dos destaques da Tom Maior. A Mulher Samambaia, personagem do Pânico na TV, também desfilou pela agremiação. A dançarina e apresentadora Adriana Bombom Soares foi a rainha da bateria e esbanjou beleza e empolgação no Sambódromo. Fechando o primeiro dia de desfiles, a Nenê de Vila Matilde fez um belo desfile.


Loading. Please wait...

Fotos popular