Pravda.ru

Sociedade » Cultura

Portugal: BE propõe ensino multilingue

02.01.2007
 
Portugal: BE propõe ensino multilingue

Louçã visita escola na Damaia onde a maioria dos estudantes são de origem africana

Quarta-feira, dia 3, 14h15

Escola 2/3 Secundária Dr. Azevedo Soares (Damaia-Reboleira)

Francisco Louçã visita amanhã, 3 de Janeiro, às 14h15, a Escola 2/3 Secundária Dr. Azevedo Soares (na Damaia-Reboleira). A visita insere-se na preparação da discussão do projecto de lei do Bloco de Esquerda que “Introduz o ensino multilingue nos estabelecimentos públicos de educação e de ensino”.

Este projecto, que será debatido pelo Plenário da Assembleia da República no dia seguinte, dia 4 de Janeiro, prevê a constituição de turmas bilingues a partir do 1º ano do 1º ciclo, nos casos em que o número de alunos que falam o português como segunda língua o justifique.

Ou seja, a partir dos seis anos de idade as crianças cuja língua materna não é o português devem ter a oportunidade de aprenderem também na sua língua materna, como defende um relatório aprovado no Parlamento Europeu e que foi coordenado pelo eurodeputado Miguel Portas.

Calcula-se que sejam cerca de 90.000 as crianças filhas de imigrantes a estudar nas escolas portuguesas - 10% da população escolar do ensino básico e secundário. Em algumas zonas da periferia de Lisboa e do Porto existem escolas em que estas crianças representam mesmo a maioria dos estudantes. É este o caso da escola que Francisco Louçã irá visita amanhã, constituída na sua maioria por crianças de origem africana.

Bloco de Esquerda


Loading. Please wait...

Fotos popular