Pravda.ru

Sociedade

Menina -sereia peruana deu seus primeiros passos

26.09.2006
 
Menina -sereia peruana deu seus primeiros passos

 Uma peruana , Milagros Cerron, conhecida como a "pequena sereia" por ter nascido com as pernas unidas, já pode andar como os outras crianças. Ela, nascida  com a síndrome de Sirenomelia, deu seus primeiros passos longos após a cirurgia de separação e reconstrução de coxas, realizada no início do mês.

Segundo informou o porta-voz do Hospital da Solidariedade, Inti Lozada, a menina, que tem 2 anos de idade, agora "dá passos mais longos e às vezes sem a ajuda de seus terapeutas".

Milagros nasceu a 27 de Abril de 2004 em Huancayo, nos Andes peruanos, a 200 quilómetros de Lima, numa família muito pobre. O pai estava desempregado na altura e a mãe tinha apenas 19 anos. O casal levou o bebé para a capital em busca de tratamento e desde logo Milagros prendeu a atenção dos médicos e do país.

 
A menina é um dos três únicos casos no mundo de sobreviventes da síndrome. Ela foi submetida à primeira cirurgia em junho de 2005, quando separaram as suas pernas. A intervenção foi considerada de alto risco. Os cirurgiões cortaram os tornozelos, que estavam unidos, e separaram os membros até a altura das coxas.


Graças à cirurgia, a menina começou a dar seus primeiros passos em abril, quando completou dois anos. A equipe médica do Hospital da Solidariedade prevê que ela continue sob atenção hospitalar até os 13 anos, porque precisará reconstruir os quadris, o aparelho urinário, o digestivo e os Genitais.


Os pais da menina, Ricardo Cerrón e Sara Arauco, são agricultores da localidade andina de Ahuac, no centro do Peru. A jovem mãe nunca fez um exame pré-natal e após dar à luz abandonou a bebê na rua. A prefeitura de Lima assumiu a guarda e internou Milagro no Hospital da Solidariedade.
Dias depois, os pais se apresentaram e assumiram a responsabilidade pela sua recuperação. Hoje, Cerrón trabalha no hospital.

Agências de notícias


Loading. Please wait...

Fotos popular