Pravda.ru

Ciência

Produtores de clone realizaram a pesquisa a seu favor

27.12.2006
 
Produtores de clone realizaram a pesquisa a seu favor

Uma série de pesquisas realizada nos EUA  concluiu que consumir carne e leite de animais clonados e de seus descendentes é seguro. Os estudos, alguns feitos por cientistas ligados ao FDA (órgão que regula remédios e alimentos nos Estados Unidos), serão usados como base para a liberação desses produtos no mercado sem nenhum tipo de rotulagem especial.

Os trabalhos serão publicados no dia 1º na revista Theriogenology, especializada em reprodução animal. "A composição da carne e do leite de clones está de acordo com a dos produtos consumidos nos Estados Unidos", dizem os cientistas. A recomendação do FDA é esperada para a próxima semana.

Dois dos estudos foram feitos por produtores de clone, as empresas Cyagra e ViaGen. Eles analisaram o crescimento de animais convencionais e clonados e não viram problemas diferentes nos clones - não são mais suscetíveis a pegar infecções ou outras doenças, garantem os cientistas. Também não detectaram problemas de saúde em animais de laboratório criados com alimentos originários de clonagem.

Os cientistas também se debruçaram sobre 13 pesquisas sobre a composição da carne e do leite de clones e seus filhotes. Segundo eles, não há "diferenças importantes tóxicas e nutricionais".


Em contraposição, os estudos concluem que o desconforto dos consumidores em relação à idéia de consumir alimentos vindos de clones baseia-se em grande parte em emoções vagas. De fato, pesquisas de opinião mostraram repetidas vezes que a população entende muito pouco sobre clonagem.

"Existem mais coisas do que simplesmente segurança alimentar", diz Susan Ruland, da Associação da Indústria de Laticínios. Empresas filiadas à organização estimam que a venda de laticínios no Estados Unidos possa ter uma queda de 15% ou mais se o FDA permitir a venda de carne e leite provenientes de clones.

 "Há uma grande confiança no leite como um alimento nutritivo saudável essencial na nossa dieta", afirma Ruland. "Nós não queremos brincar com isso."

O anúncio da publicação do estudo já causa reações contrárias de grupos de defesa do consumidor. Um levantamento feito pela organização Pew Initiative on Food and Biotechnology mostra que 64% dos americanos se sentem desconfortáveis com a clonagem animal e que 43% acreditam que comida de clone não é segura.

As informações são de O Estado de S. Paulo.


Loading. Please wait...

Fotos popular