Pravda.ru

Ciência

Primeiro Fluviário da Europa aberto em Portugal

22.03.2007
 
Primeiro Fluviário da Europa aberto em Portugal

O primeiro Fluviário da Europa e terceiro desse género do Mundo foi oficialmente inaugurado esta quarta-feira(21) no Parque do Gameiro, em Mora. O Fluviário custou mais de seis milhões de euros, segundo Lusa.

O projecto recria através de um conjunto de aquários e espaços envolventes o percurso de um rio português, da nascente à foz, permitindo observar as diferentes espécies de peixes através de uma exposição de habitats naturais, aquáticos e terrestres.

 No total, o Fluviário vai apresentar 74 espécies animais. Além de enguias, chanchitos, douradas, tainha, pimpões, barbos e achigãs, entre outros peixes nacionais, o Fluviário apresenta piranhas vermelhas, peixes-faca, pacu-negros, aruanâs prateados, rãs seta venenosa, peixes-gato, peixes-azul cauda de lira, bichir-cinzentos.

"Também temos aqui um parque de campismo e não está debaixo de água. Por acaso também é explorado pelo Clube de Campismo de Lisboa. Só que aqui não há marés vivas, o nosso rio é sereno. O ministro ( do Ambiente) podia vir que nada lhe aconteceria", disse José Sinogas, presidente da Câmara e mentor do projecto em tom de ironia, ao lamentar que o Governo não se tenha associado, fazendo alusão ao avanço do mar na Costa de Caparica, em Almada. "Mas eu sei porque é que não veio ninguém.

 É que o Governo anterior tinha um contrato-programa para assinar. Não chegou a ser assinado e este Governo até agora não assumiu esta responsabilidade", frisou. O próximo grande desafio do Fluviário será assegurar a reprodução de saramugos, o único peixe de água doce protegido e que está em vias de extinção.

 O Fluviário tem auditório, loja com réplicas de alguns dos peixes em exposição, galerias para exposições temporárias, um centro de documentação, ala multimédia e um laboratório para investigação. Uma das paredes do restaurante é transparente e tem vista privilegiada para o habitat das lontras.

Nas traseiras do edifício, estende-se um lago ao ar livre com um passadiço de madeira e vários hectares de zona arborizada, onde se pensa erguer projectos na área da hotelaria e restauração, um centro comercial e passeios de barco pela ribeira da Raia, mesmo ali ao lado.

O Fluviário de Mora é uma obra conjunta da Teixeira Duarte e da Promontório Arquitectos, que inclui empresas como a Consestudi, firma americana especializada em museus vivos, Turmar, responsável pela captura e entrega dos peixes e a Y-Dreams, para a concepção multimedia.

O Fluviário é uma iniciativa da Câmara Municipal de Mora, a única autarquia nacional com a certificação total dos seus Sistemas Integrados de Gestão de Qualidade, Ambiente e Segurança, de acordo com as normas ISO 9001, 14001 e OHSAS 18001/NP 4397 .

 Fontes: Jornal de Notícias, Turisver


Loading. Please wait...

Fotos popular