Pravda.ru

Ciência

Para quê um dia do amigo?

21.07.2015
 
Para quê um dia do amigo?. 22584.jpeg

Temos dia das mães, dia dos pais, dia das crianças, dia dos namorados e outros "dias" mais. Ainda não temos dia do corrupto, o que no Brasil seria comemorado com carnaval e CPIs! Mas, eu sempre me pergunto, para quê um dia do amigo? Não deveriam ser todos os dias o dia do amigo? Temos que ter um dia específico para valorizarmos nossas amizades? Até porque a amizade pura e verdadeira está cada dia mais escassa e acorrentada aos cifrões e interesses mesquinhos.

Vi pela internet que o dia do amigo é uma data proposta para celebrar a amizade entre as pessoas e que no Brasil, Uruguai e Argentina, a data mais difundida para esta celebração é 20 de julho, aniversário da chegada do homem à Lua. Mas em que a chegada do homem à Lua seria um marco para comemorar tal data? Será pela amizade a São Jorge, que supostamente passaria seus solitários dias caçando dragões na Lua? Para piorar, eu li que em 27 de abril de 2011, durante o sexagésima quinta sessão da Assembléia Geral das Nações Unidas, a ONU convidou todos os países membros a celebrarem o Dia Internacional da Amizade em 30 de julho. Com tantas mazelas mundiais a ONU se preocupa com uma celebração que na prática em nada ajudará ninguém e que só servirá para recebermos uma enxurrada de mensagens hipócritas em nossos whatsapps e inúmeros posts sem graça no Facebook. Será que os exilados políticos e refugiados de guerra perceberão que esta data estará sendo comemorada?

Deveríamos celebrar a boa convivência com as pessoas que gostamos, amigos ou parentes, todos os dias do ano. Deveríamos celebrar diariamente o pleno respeito às individualidades e coletividades, sem que fôssemos influenciados por datas que pouco refletem ou nos dizem algo. Deveríamos celebrar todos os dias nossas capacidades em sermos justos e eficientes, em sermos tolerantes e termos amor ao próximo.

Eu celebro tal data como celebro todos os dias minhas amizades, desejando-lhes bem e sempre me importando, verdadeiramente, com elas. Eu tenho boas amizades que já duram mais de quarenta anos e sempre tive com elas uma relação de respeito e carinho, independente de cobranças. Se lembram do meu aniversário, por exemplo, eu agradeço e me emociono, mas se não lembram eu continuo mantendo minha amizade da mesmo forma. Se precisam de mim eu lá estou, mas se não precisam, eu fico no meu cantinho. Não critico meus amigos, não os julgo e nada cobro deles. Logicamente não tenho amigos bandidos, pois meus valores são sólidos e são respeitados por todos que me conhecem. Não precisamos tomar chopp todas as sextas-feiras para exercitarmos a amizade. Entre os amigos de verdade basta que nos olhemos nos olhos para entendermos que estamos vivendo momentos ruins e mostrarmos que estamos juntos e podemos contar uns com os outros.

Na verdade, hoje seria um bom dia para ninguém fazer fofoca da vida alheia, por exemplo. Seria um bom dia para refletirmos se somos bons seres humanos. Aliás, todos os dias deveríamos refletir sobre isto!

Eu e meus amigos seguimos a máxima de "um por todos e todos por um", mas não somos mosqueteiros! Somos apenas bons amigos...

*Norma Pedregal é socióloga de formação, já tem uma "certa idade", mora em São Paulo e, como ela mesma diz, é uma encrenqueira por excelência.

http://www.debatesculturais.com.br/para-que-um-dia-do-amigo/

 


Loading. Please wait...

Fotos popular