Pravda.ru

Ciência

Discovery retorna á Terra

20.12.2006
 
Discovery retorna á Terra

A nave americano Discovery separou-se terça-feira  da Estação Espacial Internacional (ISS) terminando assim a sua visita de oito dias, indicou o Centro de controlo da Nasa.

Os compartimentos estanques das duas naves foram fechados  depois dos sete astronautas do Discovery e os três ocupantes do ISS terem feito as tradicionais despedidas. Antes de abandonar a ISS e ocupar suas posições na nave para iniciar o retorno, que deve terminar na sexta-feira, os seis tripulantes originais do Discovery e seu novo acompanhante, o astronauta alemão Thomas Reiter, se despediram da Expedição 14 do complexo espacial.

Reiter substituiu a especialista Sunita Williams, que se uniu ao astronauta de origem espanhola, Michael López Alegria, e ao cosmonauta russo Mikhail Tyurin, com os quais ficará por cerca de seis meses."Foi um tempo divertido. Evidentemente, agora é difícil me despedir", disse o astronauta alemão.

A manobra de separação foi conduzida pelo co-piloto William Oefelein, que seguidamente começou a manobrar manualmente o vaivém para efectuar um voo, com cerca de vinte minutos, à volta de metade da Estação espacial, a 200 metros de distância, para que a tripulação a pudesse filmar e fotografar.

Essa foi a última operação da nave junto à ISS, após uma intensa semana de trabalhos para continuar a construção do complexo espacial, uma empreitada conjunta da Nasa, da Agência Espacial Européia, da Rússia e do Japão.

A uma altura de quase 400 quilômetros sobre a superfície da Terra, e girando a uma velocidade de aproximadamente 28 mil quilômetros, os astronautas americanos Robert Curbeam e Sunita Williams, e o sueco Christer Fuglesang, reconfiguraram o sistema elétrico da ISS, acrescentaram uma nova viga à sua estrutura central e instalaram um novo módulo.

Foi a primeira vez na história espacial americana que quatro caminhadas espaciais são feitas em apenas uma missão, e a última delas teve uma duração recorde de seis horas e 38 minutos.Os astronautas transferiram mais de duas toneladas de equipamentos, materiais e provisões da nave para a estação espacial.Com isso, a ISS passa a ter agora uma massa total de 213 toneladas, e mais de 73 metros.

A quarta atividade extraveicular (EVA) foi decidida pelos diretores de missão no Centro Espacial Johnson, em Houston, depois de os esforços para dobrar manualmente o painel durante a terceira caminhada terem fracassado.

O último "passeio" no espaço transformou Curbeam no astronauta que mais caminhadas fez em uma única missão.Na quarta atividade fora da nave de Curbeam, e a terceira de Fuglesang, da Agência Espacial Européia, os astronautas finalmente conseguiram na segunda-feira dobrar completamente o painel. Isto deixou espaço para a instalação dos novos painéis solares, mais extensos, que duplicarão o fornecimento de energia para a ISS.

O diretor de vôos da ISS, John Curry, não escondeu seu alívio após o início do retorno do Discovery.
"Este vôo me preocupou durante muito tempo; agora me sinto aliviado", declarou.
A Nasa prevê outras 13 missões para concluir a construção da ISS antes de 2010, quando essas naves serão retiradas e substituídas por uma nova série, de maior envergadura e maior capacidade de carga.

 Com  EFE


Loading. Please wait...

Fotos popular