Pravda.ru

Ciência

Remédio em falta pode afetar a visão de bebês

20.06.2015
 
Remédio em falta pode afetar a visão de bebês. 22394.jpeg

Falta no mercado do antibiótico espiramicina  exige mais cuidado com a dieta, principalmente entre gestantes. Saiba como evitar a toxoplasmose.

Comer verduras e legumes fora de casa, carne mal passada  ou ovos quentes são costumes que devem ser evitados, principalmente por gestantes. De acordo com o oftalmologista do Instituto Penido Burnier, Leôncio Queiroz Neto, estes hábitos alimentares, tomar água de procedência duvidosa e ter contato com gatos  são a porta de entrada da toxoplasmose. "Quando a doença é contraída na gravidez pode ser transmitida ao bebê através da placenta e desencadear graves lesões na visão", afirma. 

 

O problema é que está em falta no mercado o antibiótico espiramicina. O médico afirma que o remédio é indicado para tratamento da toxoplasmose em gestantes por evitar a transmissão ao feto sem prejudicar o bebê. Segundo o Ministério da Saúde a falta está relacionada à seleção de um novo fabricante do princípio ativo que está passando por testes pela ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). Por isso, enquanto a distribuição do medicamento não for regularizada a prevenção da doença deve ser reforçada por toda população. O especialista diz que a indicação de outro medicamento pera gestantes deve levar em conta a relação risco benefício conforme as condições de saúde de cada paciente.

Toxoplasmose Ocular

Segundo Queiroz Neto a toxoplasmose é causada pelo parasita toxoplasma gondii. É disseminada no meio ambiente pelas fezes de gatos que podem contaminar a água, verduras, legumes e carnes. O médico ressalta que em 90% dos portadores a doença não apresenta sintomas. Os principais sinais são febre e dor no corpo, muitas vezes confundidos com gripe, ressalta.

O oftalmologista afirma que as principais doenças oculares causadas pela toxoplasmose são: uveite (inflamação da úvea),  lesões na retina e catarata congênita em casos de contaminação gestacional. Os principais sintomas visuais são: visão embaçada, olhos vermelhos.fotofobia (aversão à luz) e enxergar pontos pretos.

Infecção também atinge adultos

O especialista destaca que além das alterações visuais,  crianças que nascem com toxoplasmose podem ter problemas neurológicos.  A estimativa, ressalta,  é de que 30% apresentem alguma lesão ocular até 12 anos de idade. Por isso, devem fazer exames oftalmológicos periódicos. Adultos também podem contrair a infecção. Este foi o caso da comerciante S. J.. Queiroz Neto conta que o exame de fundo de olho da paciente apresentou algumas lesões na periferia da retina. Por sorte, comenta, a infecção não atingiu a mácula, parte central da retina, responsável pela visão de detalhes. Se isso tivesse acontecido ela teria uma perda visual irreversível, comenta. "Felizmente eu só tive toxoplasmose depois de minhas três gestações. Depois do tratamento que fiz nunca mais senti nada nos olhos", diz a paciente. Nem todos têm a mesma sorte, ressalta Queiroz Neto. Pessoas com baixa imunidade têm novas crises de toxoplasmose. Isso porque, ainda não foi descoberto um medicamento que elimine definitivamente o parasita do organismo. O ideal é prevenir a doença.

Eutrópia Turazzi

LDC Comunicação

 


Loading. Please wait...

Fotos popular