Pravda.ru

Ciência

Caçadora de Enxames de Estrelas no Catch a Star

19.06.2008
 
Caçadora de Enxames de Estrelas no Catch a Star

Andreia Nascimento, aluna do 12º ano da Escola Secundária da Cidadela conseguiu o terceiro lugar no concurso Catch a Star promovido anualmente pelo Observatório Europeu do Sul (ESO).

Ainda sem saber ao certo qual será o próximo passo na vida de estudante esta determinada, aluna da Professora Leonor Cabral, sempre gostou de Astronomia. Frequentadora assídua do Clube de Astronomia da Escola participou em vários outros eventos como por exemplo o acompanhamento do trânsito de Vénus, eclipses da Lua ou simples sessões em que entusiasticamente contagiou outros estudantes com o gosto de olhar para o céu.

Concorrer ao “Catch a Star” desde 2002, tem sido uma norma dentro das actividades realizadas pelo NIAC (Núcleo de Investigação em Astronomia da Cidadela) da Escola Secundária da Cidadela, reporta a orgulhosa tutora enquanto esclarece que o grupo tem tido sempre o apoio científico do NUCLIO, representante do projecto Hands-on Universe em Portugal.

Nesta colaboração Andreia, elemento do NIAC desde o 7ºano, desenvolveu na disciplina de Área de Projecto do seu 12º ano um projecto de investigação promovido pelo NUCLIO e apoiado por um cientista com o tema “Hunting for Open Clusters in O Stars surroundings” (Procura de Enxames Abertos na vizinhança de estrelas do tipo “O”), que foi submetido ao concurso Catch a Star 2008.

O projecto teve início no ano lectivo de 2006-2007 quando André Moitinho de Almeida, investigador do Laboratório de Sistemas, Instrumentação e Modelação em Ciências e Tecnologias do Ambiente e do Espaço e associado do NUCLIO, propôs à professora a implementação em sala de aula de uma projecto de investigação. Um projecto que aguardava na gaveta a possibilidade de ter novos colaboradores e a obtenção de tempo de telescópio. Os colaboradores foram os estudantes, o tempo de telescópio ficou garantido no âmbito das parcerias do NUCLIO com o LCOGT (responsável pela gestão dos Telescópios Faulkes), e do apoio do British Council em Portugal.

Munidos de um catálogo de estrelas e de uma professora aguerrida os estudantes partiram em busca de novos enxames. Com apoio dos astrofísicos do NUCLIO e utilizando os Telescópios Faulkes e IronWood os estudantes partiram à descoberta de um mundo ainda desconhecido, do mundo da investigação cientifica.

Na primeira fase do projecto foram escolhidas as estrelas candidatas. Estrelas do tipo O que por serem muito brilhantes tornam difícil a observação de outras estrelas nas sua vizinhança. O objectivo era observar a região ao redor destas candidatas e tentar perceber, recorrendo a diferentes métodos, se a estrela estaria imersa num enxame aberto, o enxame no qual se teria originado.

Neste ano lectivo, 2007-2008, alguns dos candidatos seleccionados foram observados com o Telescópio Faulkes Norte e pelo Telescópio no Observatório IronWood, no âmbito da parceria do NUCLIO com o projecto Hands-on Universe.

Os resultados ainda não foram conclusivos, serão necessárias mais observações, um refinar do método e eventualmente a observação de mais candidatos.

Os estudantes envolvidos no projecto puderam sentir o entusiasmo que acompanha os cientistas e os resultados positivos do seu envolvimento sugeriram fortemente à professora que este seria certamente um caminho a prosseguir. Leonor relata que reencontrou o entusiasmo em partilhar o seu conhecimento com os estudantes, agora companheiros de aventura. Construiu uma relação especial com estes estudantes, que admitiram finalmente que a ciência é algo que pode ser muito interessante. A equipa do NUCLIO, muito orgulhosa pelo merecido reconhecimento do excelente trabalho realizado espera que este seja um exemplo a seguir e que muitos cientistas passem a adoptar escolas.


Loading. Please wait...

Fotos popular