Pravda.ru

Ciência

Luz para Todos supera marca de um milhão em três estados

18.02.2009
 
Luz para Todos supera marca de um milhão em três estados

O Programa Luz para Todos (LpT) já levou energia elétrica a mais de um milhão de paraenses que vivem no meio rural. A marca de 1,055 milhão de ligações foi alcançada em dezembro. Além do Pará, Minas Gerais comemora 1,07 milhão de habitantes beneficiados pelo LpT e a Bahia atingiu a marca de 1,5 milhão de atendimentos. Os três estados representam mais de um terço dos cerca de 9,5 milhões de brasileiros favorecidos pelo programa.


Juntas, as cerca de 3,6 milhões de ligações nos três estados significam que mais de 600 mil residências já contam com eletricidade. Na cidade baiana de Vitória da Conquista (BA), por exemplo, o LpT realizou 6,5 mil ligações. Já em Bacarena, no Pará, foram quase 11 mil domicílios favorecidos pelo Luz para Todos. Em Minas Gerais, já foram concluídas as obras de eletrificação em vários municípios, incluindo Cataguases, onde foram atendidos todos os pedidos cadastrados pelo LpT até dezembro de 2007, beneficiando cerca de quatro mil pessoas.


O próximo estado a superar a marca é o Maranhão, que até janeiro já havia concluído mais de 193,7 mil ligações, beneficiando 968,7 mil pessoas. Em outros 12 estados, o LpT superou a meta inicial de ligações. Alagoas, Ceará, Espírito Santo, Mato Grosso do Sul, Pernambuco, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Sergipe e São Paulo superaram as expectativas e contribuíram para que a meta do Luz para Todos subisse de 10 milhões para 15 milhões de ligações em todo o Brasil. Isso porque a chegada da energia elétrica traz, além do conforto, a possibilidade de geração de renda e melhoria na qualidade de vida, que resultam na volta do homem ao campo.


O Programa Luz para Todos foi criado pelo Governo Federal em 2003 para levar energia elétrica a povoados distantes e, desde então, vem superando metas ao contribuir para o desenvolvimento do campo brasileiro. O objetivo inicial do programa foi baseado em números do Censo 2002 do IBGE, segundo o qual cerca de dois milhões de pessoas não usufruíam de energia elétrica em suas casas. Desse total, 90% possuíam renda inferior a três salários mínimos – a maior parte, nas localidades com menor Índice de Desenvolvimento Humano (IDH).


Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República


Loading. Please wait...

Fotos popular