Pravda.ru

Ciência

O Biorisco das tecnologias Traitor e Terminator

17.07.2009
 
Pages: 123

Já empresas como Bayer, Basf, Ciba-Geygi, Syngenta-Novartis, Pfizer, Pharmacia, permanecem enfocadas nas tecnologias de laboratório e suas possíveis patentes para uso medicinal. Segundo o jornal Inglês The independent os recursos biológicos do continente africano têm sido explorados por uma dezena de multinacionais do Oeste, sem que os benefícios conquistados a partir de seus derivados sejam repassados aos países ou comunidades de origem. Para Beth Burroows do instituto Norte Americano Edmonds, um dos responsáveis pelo relatório que demonstra a ação dessas empresas no continente, "é uma nova forma de pilhagem colonial, o problema é que vivemos num mundo em que as empresas apropriam-se do que querem e onde querem e depois nos passam a idéia de que assim fazem para o bem da humanidade".

Para o Movimento dos Trabalhadores sem Terra (MST), entidades ambientalistas como o Greenpeace e entidades de defesa do consumidor como o Instituto de Defesa do Consumidor -IDEC, a fusão de empresas de setores tão diversos e tão primordiais, como alimentos, sementes e medicamentos, representa um perigo para a sociedade, que em breve não terá controle algum sobre a forma como são produzidos alimentos e remédios; como serão distribuídos, comercializados ou se são benéficos ou não à sociedade. Para o MST, o Brasil já sofre este risco, pois apenas 10 transnacionais têm o controle monopólico das principais atividades agrícolas do país , são elas: Bunge, Cargill, Monsanto, Nestlé, Danone, Basf, ADM, Bayer, Sygenta e Norvartis.

Recentemente a empresa Monsanto alegou não ter interesse em usar a biotecnologia Terminator, mas nada se referiu à tecnologia T-GURT da soja Roundup Ready, produzida pela transnacional que é do grupo americano Elly Lilly, maior produtora de defensivos e drogas farmacêuticas, do planeta. Mesmo vivenciando uma briga por patentes e Royalties na Argentina, Brasil, EUA e Canadá, a empresa de biotecnologia continua a passar a idéia de que seu trabalho é apenas em benefício da humanidade.

O perigo das sementes suicidas Terminator e suas irmãs Traitor é sua contaminação no meio ambiente, por se tratarem de organismos vivos passivos da reprodução, a humanidade não teria tamanho controle. A disseminação das sementes transgênicas é uma ameaça diferente da vivida pelo personagem de ficção John Connor, mas não tão diferente se vista pela perspectiva do computador Skynet, que fora de controle estava destruindo a humanidade. Infelizmente não teremos um herói como Schwarzenegger voltando ao passado para salvar o que restaria da humanidade sendo dominada pela biotecnologia, hoje, praticamente monopolizada por empresas que se dizem humanitárias, mas que ao fim de todo o balanço, entregam sua alma às contas de seus acionistas.

A seguir a relação das corporações mais envolvidas com as tecnologias GURT's:

Monsanto

Bayer

Novartis-Syngenta

Du Pont

Advanta

Aventis

Reportagem especial da Editoria de Ecologia da Revista Consciência.Net. Contato: ecologia@consciencia.net

http://www.consciencia.net/2006/0309-biorrisco.html

Pages: 123

Loading. Please wait...

Fotos popular