Pravda.ru

Ciência

Verão BEST: Universidade de Coimbra recebe estudantes de Tecnologia de toda a Europa

16.07.2019
 
Verão BEST: Universidade de Coimbra recebe estudantes de Tecnologia de toda a Europa. 31362.jpeg

Verão BEST: Universidade de Coimbra recebe estudantes de Tecnologia de toda a Europa

  

23 estudantes de mais de 20 países europeus, desde Espanha até à Rússia, passando pela Dinamarca, Polónia, Ucrânia, Itália e Croácia, entre outros, vão participar, entre 20 e 31 de julho, no curso de verão do BEST Coimbra, que vai decorrer no Departamento de Engenharia Informática (DEI) da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTUC).

 

O BEST (Board of European Students of Technology) é uma organização europeia «de estudantes para estudantes», sem fins lucrativos, presente em 34 países. Conta com 97 grupos locais, e com o alcance de 1 milhão de estudantes em toda a Europa. O principal objetivo é o desenvolvimento dos estudantes da área das tecnologias da Europa, fazendo uma trilogia com aproximação das empresas à universidade e aos estudantes, através de serviços na área do envolvimento educacional, da educação complementar e apoio à carreira na comunidade estudantil. Localmente, o BEST Coimbra, ao longo dos últimos 27 anos, tem organizado com sucesso vários cursos tecnológicos de elevado nível científico.

 

A edição deste ano do curso de verão do BEST Coimbra tem como tema "IoT - Internet of Things" (Internet das Coisas), pretendendo fornecer aos participantes conhecimentos básicos relacionados com as tecnologias, através de uma série de tópicos referentes à Internet das Coisas e desenvolvimento de aplicativos móveis como um meio para implementar projetos simples de automação.

 

A escolha deste tema justifica-se, segundo o BEST Coimbra, porque «em Portugal, neste momento, a Internet das Coisas, ou IoT, é um tema ainda a ser descoberto, mas em termos industriais tem-se tornado muito importante, porque tem permitido que as empresas consigam maiores e melhores níveis de produção, através de um controlo e supervisão da sua fábrica completamente automatizado. A nível doméstico, já se tem vindo a notar algumas medidas, como os controladores de luminosidade das lâmpadas e até mesmo interruptores controlados pela voz ou pelo telemóvel, mas ainda nos encontramos um pouco afastados da realidade europeia neste domínio».

 

Ao longo do curso, os participantes vão ter oportunidade de aprender a programar em Arduino, uma plataforma de desenvolvimento de sistemas interativos, e em Android (uma plataforma de programação móvel), sendo depois desafiados a, utilizando estas ferramentas, criar o seu próprio projeto de IoT. Vão também visitar empresas da área da Internet of Things, nomeadamente a Altice Labs e a Innowave, parceiras do evento.

 

Na visita à Altice Labs, em Aveiro, os estudantes vão mesmo realizar um desafio fornecido pela empresa onde vão pôr à prova os seus conhecimentos. No dia seguinte, a Innowave estará presente no DEI, onde os jovens vão participar em workshops de diferentes áreas relativas a IoT, adquirindo um conhecimento ainda mais aprofundado sobre o impacto que a Internet das Coisas pode vir a ter no quotidiano das pessoas.

 

Mas não só. Para além da atividade letiva e científica, os jovens vão conhecer a cidade de Coimbra, a sua história, tradição, costumes e o seu espírito único. «Isto tudo para lhes proporcionarmos uma experiência de conhecimento, académico e cultural, e, ao mesmo tempo, momentos de lazer, diversão e desenvolvimento pessoal ao longo deste curso. Queremos que eles sintam o verdadeiro significado da palavra saudade que é tão característica da nossa cidade», afirma António Simões, responsável pelas relações públicas do evento.

 

Cristina Pinto

Universidade de Coimbra• Faculdade de Ciências e Tecnologia

 


Loading. Please wait...

Fotos popular