Pravda.ru

Ciência

TELETÓN: Engenheiro uruguaio cria cadeira de rodas inteligente

16.04.2009
 
Pages: 123456
TELETÓN: Engenheiro uruguaio cria cadeira de rodas inteligente

O Engenheiro uruguaio Mauro Cabral pertencente á organização TELETON ( www.teleton.org.uy ) posiciona o Uruguai no primeiro mundo quanto tem a ver com protótipos inteligentes. Uma cadeira de rodas que funciona até com o sopro do usuário muda o destino chato e sem objetivos dos «deficientes físicos» uruguaios que iniciam um convívio bem mais confortável e digno. Projeto maluco e sem apoios financeiros como muitos nascidos no Uruguai agora é convidado participar nas feiras e exposições do mundo dos segmentos envolvidos com tecnologia.

A cada ano desde 2003, no finalzinho de novembro ou início de dezembro a organização, tendo como plataforma uma rede de tevê montada pelos principais canais uruguaios – CANAL 4 – Monte Carlo TV – CANAL 10 – Saeta e CANAL 12 – La Tele , no decorrer de 24 horas da 22 de um dia até dia seguinte, arrecada um verba para fazer progredir e burilar este projeto maravilhoso.

Foi o famoso chileno da tevê (Dom Francisco) com moradia nos EUA quem jogou a bola para cima dando o salto inicial pensando neste caso no pessoal que mais precisa da nossa ajuda mas dessa oportunidade no Chile.

Tudo quanto é bom há que xerocá-lo e aprimorá-lo. Porém, foram vários os países que logo desse lançamento chileno seguraram a idéia com força e começaram trabalhar acima deste projeto que fora provocar o pranto ou no mínimo soluços de muitos os que só por acaso ficamos «na outra beira» até a vinda de um acidente, má práxis ou o destino apenas, procuramos uma vida extremamente digna para todos aqueles que precisarem.

Só temos que levar em consideração que a vida fala mais alto e poderia dar um viravolta no dia a dia da gente á partir de amanhã. O azar nem sempre está de nosso lado. Deste jeito assim, escorregando lágrimas nas bochechas, começou funcionar a máquina lotada de amor do Eng° Mauro Cabral quem acabou montando um protótipo incrível como placa uruguaia que á partir de futuras vendas de unidades procura continuar imaginando muitas caras sorridentes dentro da TELETON URUGUAI.

É bom remarcar que a jornalista de uma Rede da tevê foi a cara visível da imprensa brasileira nessa TELETON do país-continente.

As crianças que sofrem estas deficiências são aquelas que transmitem sua força para nós e para os próprios doadores, gerando o pranto até dos mais insensíveis., o talvez dos mais «forçudos».

O compromisso do PRAVDA com a TELETÓN além de divulgar esta matéria é traduzir com nossa voz, os vídeos de divulgação para o português, negócio que a Fundação vai precisar no mínimo na palestra que o Eng° Mauro Cabral vai compartilhar com grande maioria de brasileiros em um dos Auditórios de Conferências no Expo Center Norte de São Paulo, quase do lado da Estação Terminal de ônibus Tietê e da rodovia Chateaubriand que contorna o córrego do Riacho Tietê. O palestrante uruguaio vai mostrar esse protótipo maravilhoso de 19 até 21 de Agosto.

É bom salientar os dados do CENTRO de REABILITAÇÃO Dr. RENATO DA COSTA BOMFIM (TELETON BRASIL)l. Da um mergulho no site e se for possível uma doação pois trata-se de um projeto serio em prol da dignidade desses coitadinhos que precisam você bem pertinho deles. www.aacd.org.br

Reportagem montada no Centro TELETON URUGUAI, no bairro Prado de Montevidéu com a Diretora Executiva, Verónica Rattin, o Eng° Mauro Cabral (protótipos) e Marcelo Inverso (Coordenador de Imprensa).

PRAVDA: Como consegue a Fundação TETETON montar estes protótipos quanto tem a ver com recursos financeiros?

RATTIN: Felizmente só agora o Mauro tem uma largura de banda para trabalhar. Mauro junto com o time técnico avaliam os sintomas dos pacientes, quais são as condições deles, o que eles podem desenvolver e tudo isso gera essa tal largura de banda para continuar trabalhando. Os resultados alcançados nas campanhas prévias da TELETÓN fizeram possível ter recursos para o Mauro continuar desenvolvendo protótipos de olho nas outras crianças que estiverem precisando e mais alguns projetos que como o inicial que acabou sendo sucesso, possa fazer progredir.

PRAVDA: Mesmo que pareça estranho, quanto influenciam no apoio financeiro dos projetos as crianças assistindo aos programas de 24 horas que a TELETÓN organiza a cada fim de ano na tevê uruguaia? Minhas filhinhas ficaram «chocadas» e perguntaram se a família já tinha contribuído?

RATTIN: Vamos ver...Gustavo, você acabou de falar que suas filhinhas ficaram «chocadas», assistindo na tevê aos comentários das crianças da TELETON e as imagens contribuíram para esse reagir delas. Pois é, são as crianças que engatilham e fazem que os pais contribuam com o projeto, sem dúvida. Porém estamos trabalhando com as crianças uruguaias convidando as escolas primárias de Montevidéu, (o resto dos Estados é mais difícil pela distância até a capital) visitarem o Centro TELETON ao vivo e as cores. Acreditamos fundamental manter o contato direto com o Centro, com esta realidade atual. Na hora da nossa criancice não encontrávamos crianças com perfil TELETON mas tínhamos no Uruguai. Existiram sempre mas á partir desta marcação da TELETON, fora a reabilitação física integral dos pacientes, ou aqueles que tivessem tido uma acidente, mudou a visão daqueles que ficaram por «fora». As pesquisas que temos refletem que ojeito de agir dos uruguaios mudou radicalmente. Foi marcação mesmo na cabeça dos uruguaios, temos um antes e um depois na atitude da sociedade quanto tem a ver com pessoas com deficiências. Se além disso, da para desenvolver tecnologia e potenciar as vidas dos moleques como é o caso do Mateo, temos muito caminho para andar.

Pages: 123456

Loading. Please wait...

Fotos popular