Pravda.ru

Ciência

Histórico do protagonismo do FSM Bio na Amazônia

16.02.2015
 
Histórico do protagonismo do FSM Bio na Amazônia. 21647.jpeg

“Os meios de comunicações da região amazônica (jornais, rádios e TVs), além da aliança com a  mídia nacional e internacional à exemplo do site em português do Jornal Pravda da Rússia, Revista Diálogos do Sul, Portal Rebelión, Portal Biodiversidad en América Latina y El Caribe, EcoAgência de Notícias, Jornal O Nortão e a cobertura especial do Portal Setor3 (Senac SP) entre tantos outros,  foram também de suma importância no fortalecimento, no êxito e no sucesso do evento  que ganhou credibilidade e reconhecimento internacional apoiando para que seja possível uma nova edição para 2017.”

Foto: Rosane com voluntários

 

Histórico do protagonismo do FSM Bio na Amazônia

 

Por Sergio de Freitas Silva – Comitê FSM e Cooperativa dos Artesãos do RS

 

Foi de fundamental importância as afirmações nos diversos diálogos e debates de diferentes pensamentos que fomentaram a construção do Fórum Social Mundial da Biodiversidade em Manaus nos dias 26 a 30 de janeiro de 2015 e que resultaram com uma carta minuta propositiva a ser apresentada na Tunísia em Março do corrente ano. 

 

O grande anseio do FSM Bio é a perspectiva de um novo momento histórico, mas sem nunca esquecer o protagonismo político dos pensadores, militantes e trabalhadores que por seus esforços e iniciativas foram os facilitadores do inicio desta construção tornando um grande movimento social.

 

A necessidade urgente de oportunizar espaços em Manaus amazonas para novas ideias que pudessem contribuir para a hegemonia das forças e redirecionar propositivamente o estabelecimento de um novo mundo possível com a preocupação do trabalho digno, direitos sociais, justiça, democracia, biodiversidade,  crise da água no planeta e mudanças climáticas, que Rosane Pinheiro da Silva durante o Fórum Social Temático em janeiro de 2014 em Porto Alegre, (RS),  representando o Fórum Estadual de Economia Solidaria do Amazonas defendeu a ideia de levar a experiência de uma edição do Fórum Social Mundial para Manaus.

 

Rosane esteve na ocasião em Porto Alegre  como palestrante a convite do Sindicato dos Artesãos do Rio Grande do Sul, entidade que faz parte do Comitê Porto Alegre do FSM e participou ativamente nas mais diversas oficinas realizadas nos dias que  transcorreram o Fórum Temático em janeiro 2014,  o que lhe credenciou a experiência para novamente defender a proposta em  09 de abril de 2014 perante os representantes de organizações que dialogam e organizam o Fórum Social Mundial (FSM) no Brasil. Um momento de grande importância em São Paulo no Vale do Anhangabaú, num Seminário de Articulação e Mobilização do Fórum Social Mundial. Teve a participação também de Alex Ximango  que reforçou a proposta de Rosane.  O Rio Grande do Sul nesta ocasião também presente no evento em São Paulo através do Instituto Amigos do Fórum Social Mundial de Porto Alegre (IAFSM Poa) nas pessoas de Sérgio de Freitas Silva e Lélio Falcão  os quais defenderam  a proposta de Manaus, pois reconheceram a coragem, a credibilidade e determinação do empenho de Rosane Pinheiro da Silva e Alex Ximango. A idéia de ser em Janeiro de 2015 coincide  com o período do Fórum Econômico Mundial de Davos (Suíça). 

 

Rosane com sua capacidade gerencial por formação, de articulações e experiências nos movimentos sociais de atuação no seu exercício profissional, foi fator preponderante fortalecendo se a cada dia que passou durante o ano de 2014, com o dialogo, num processo multiplicador unindo esforços de vários movimentos sociais, de mulheres, indígenas, afro descendentes, de economia solidária, de centrais sindicais trabalhadores e organizações da sociedade civil  do Amazonas, do IAFSM Poa, incluindo  voluntários, estudantes e pessoas da comunidade em geral.

 

Apoio e parcerias

 

Ela contou com uma ótima equipe de trabalho compondo o Comitê Gestor do FSM do Amazonas tendo representantes de vários setores da sociedade civil organizada, portanto não existindo a figura de um coordenador geral mas de um colegiado, com o reconhecimento de cada pessoa e sua devida importância em consonância com a proposta democrática dos princípios que norteiam o FSM.

 

Desta forma obteve o apoio fundamental da prefeitura de Manaus, Governo do Estado do Amazonas e Governo Federal através do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) que contribuíram com infraestrutura como espaço físico, carros, pessoal especializado de apoio, segurança pública, equipamentos eletrônicos, também a hospedagem, alimentação e transportes para convidados palestrantes de vários estados do Brasil.

 

Os meios de comunicações da região amazônica (jornais, rádios, TVs), além da aliança com a  mídia nacional e internacional à exemplo do site em português do Jornal Pravda da Rússia, Revista Diálogos do Sul, Portal Rebelión, Portal Biodiversidad en América Latina y El Caribe, EcoAgência, Jornal O Nortão e a cobertura especial do Portal Setor3 (Senac SP) entre tantos outros,  foram também de suma importância no fortalecimento, no êxito e no sucesso do evento  que ganhou credibilidade e reconhecimento internacional apoiando para que seja possível uma nova edição para 2017.


Loading. Please wait...

Fotos popular