Pravda.ru

Ciência

Cheias: Descaso dos Governantes

15.01.2011
 

 

http://www.divida-auditoriacidada.org.br/config/14-1.jpg


O Jornal Monitor Mercantil repercute a informação da Auditoria Cidadã da Dívida, sobre a baixa execução do orçamento do Programa "Prevenção e Preparação para Desastres" em 2010.
"Apesar de o fenômeno ser recorrente em todo o início do ano, o Orçamento Geral da União de 2010 reservou apenas R$ 442,5 milhões para o Programa "Prevenção e Preparação para Desastres". Deste total, foram gastos apenas R$ 13 milhões (2,97%) até 25 de dezembro."


A Agência Brasil traz a resposta do governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, afirmando que "nos últimos quatro anos, o Rio de Janeiro recebeu mais de R$ 500 milhões em verbas federais para socorrer cidades afetadas pelas chuvas." Porém, Cabral não especificou a quais programas tais recursos corresponderam.


Sobre este tema, cabe comentar que, mesmo na hipótese de que tais recursos tenham sido de fato repassados ao estado pelo Governo Federal para prevenção a desastres, tais R$ 500 milhões gastos em 4 anos correspondem ao gasto de 11,52 horas com o pagamento da questionável dívida federal, mesmo desconsiderando-se o chamado "refinanciamento" ou "rolagem", isto é, o pagamento de amortizações por meio da emissão de novos títulos.


O Jornal Valor Econômico mostra que a base do governo no Congresso quer que a presidente Dilma Rousseff faça a Reforma da Previdência e Tributária, que ameaçam a Seguridade Social. Esta última proposta prevê a eliminação das contribuições para a Seguridade, incorporando-as em impostos que, por definição, não possuem destinação específica.


Por fim, outra notícia do Valor Econômico mostra que o Banco Central retomará a oferta dos chamados "swaps cambiais reversos", o que em bom português, significa que o BC ofertará aos especuladores papéis que pagam a taxa Selic (a maior taxa de juros do mundo) mais a desvalorização do dólar, às custas do Tesouro, ou seja, do povo.


Segundo o jornal Valor, tal medida serve exatamente para que os bancos se desfaçam de dólares que venderão no futuro, se adequando às medidas tomadas pelo BC na semana passada, que dificultaram tal venda de dólares no mercado futuro a partir de abril. O jornal ainda cita que:
"A autoridade monetária realizou ontem pesquisa com os bancos que operaram no mercado de câmbio (dealers) logo após o fechamento do mercado e confirmou que as instituições têm interesse na volta do instrumento."


Ou seja: mais uma medida tomada pelo Banco Central abertamente a favor dos interesses dos rentistas.


Prevenção usou apenas 3%
Monitor Mercantil - 12/01/2011 - 22:01

Ao lado de Dilma, Sérgio Cabral afirma que não tem do que reclamar da ajuda federal
Agência Brasil - 13/01/2011 - Carolina Pimentel

Base teme que oposição imponha agenda que Dilma descartou
Autor(es): Raymundo Costa | De Brasília
Valor Econômico - 14/01/2011

BC retoma swap cambial reverso e leiloa US$ 1 bi
Autor(es): Fernando Travaglini | De Brasília
Valor Econômico - 14/01/2011

Roberto Robaina, Presidente Regional do PSOL

Partido Socialismo e Liberdade - PSOL-RS

 


Loading. Please wait...

Fotos popular