Pravda.ru

Ciência

Gorilas, orangotangos e corais se aproximaram da extinção

13.09.2007
 
Gorilas, orangotangos e corais se aproximaram da extinção

Na nova edição da a "Lista Vermelha de Espécies Ameaçadas de Extinção 2007” publicada ontem (12) pela União Mundial para a Preservação, ( IUCN), gorilas, orangotangos e corais estão entre os animais e plantas que mais se aproximaram da extinção ao longo do último ano.De acordo com a entidade, com sede na Suíça, a degradação do habitat natural causada pelo desmatamento, a caça e as mudanças climáticas estão entre as principais ameaças às espécies mencionadas no relatório.

No caso específico das populações de gorilas, o vírus Ebola tem provocado vítimas numa escala que pode impossibilitar a recuperação das espécies ameaçadas.
A IUCN identificou este ano 16.306 espécies que estão ameaçadas em algum grau, 188 a mais do que em 2006.

Para elaborar a lista, os autores do estudo analisaram a situação de 41.415 espécies de animais e plantas em todo o mundo classificando-as de acordo com o risco de extinção.
De acordo com o documento, um em cada quatro mamíferos, um em cada oito pássaros, um terço de todos os anfíbios e 70% das plantas classificadas na lista deste ano estão ameaçadas.

No mundo, os gorilas estão entre as espécies mais ameaçadas. O gorila ocidental encontra-se em "risco crítico" de extinção e sua principal subespécie, o gorila ocidental das terras baixas, foi dizimada pela caça e pelo vírus Ebola.

A população do gorila ocidental caiu mais de 60% nas últimas décadas. Um terço das mortes dos animais dessa espécie teve como causa o vírus Ebola.

O orangotango do Sumatra permanece em "risco crítico" e o orangotango de Bornéu encontra-se "em risco". As duas espécies são ameaçadas pela diminuição do habitat natural, causada principalmente pela exploração de madeira e pelas queimadas.

Também é a primeira vez em que espécies de corais aparecem na lista. Dez espécies encontradas em Galápagos estão ameaçadas, sendo que duas delas estão criticamente em risco e uma, possivelmente extinta. As principais ameaças a essas espécies são os efeitos do fenômeno El Niño e as mudanças climáticas.

Na lista deste ano, apenas uma espécie teve seu risco de extinção reduzido, um periquito (Psittacula eques) encontrado somente nas Ilhas Maurício. Há 15 anos, a ave era considerada "o periquito mais raro do mundo".


Loading. Please wait...

Fotos popular