Pravda.ru

Ciência

Carnaval Favorece Inflamação dos Olhos

10.02.2010
 
Carnaval Favorece Inflamação dos Olhos

Saiba como evitar a inflamação da conjuntiva, pálpebras e córnea que se propagam no carnaval. A maquiagem carregada que em muitos casos substitui a fantasia faz com que mulheres e crianças formem os grupos de maior risco para contrair conjuntivite (inflamação da conjuntiva) e blefarite (inflamação das pálpebras).

A doença mais comum, ressalta, é a conjuntivite que também pode ser provocada pelas aglomerações. Por isso, atinge toda a população, mas as crianças são mais suscetíveis porque estão com o sistema auto-imune em desenvolvimento, explica.

Os olhos sofrem por conta do carnaval. De acordo com o oftalmologista do Instituto Penido Burnier, Leôncio Queiroz Neto, nesta época do ano crescem os casos de inflamações oculares. A maquiagem carregada que em muitos casos substitui a fantasia faz com que mulheres e crianças formem os grupos de maior risco para contrair conjuntivite (inflamação da conjuntiva) e blefarite (inflamação das pálpebras).

A doença mais comum, ressalta, é a conjuntivite que também pode ser provocada pelas aglomerações. Por isso, atinge toda a população, mas as crianças são mais suscetíveis porque estão com o sistema auto-imune em desenvolvimento, explica. Os sintomas são olhos irritados, coceira, inchaço nas pálpebras, fotofobia (aversão à luz) e secreção viscosa.

As dicas para evitar a conjuntivite são:

● Manter as mãos limpas.

● Evitar coçar os olhos.

● Não compartilhar objetos e maquiagem.

● Optar por locais arejados.

Como Prevenir a Inflamação das Pálpebras

Um levantamento realizado por Queiroz Neto mostra que o excesso de maquiagem faz com que 2 em cada 10 mulheres tenham blefarite (inflamação das pálpebras).A substituição da fantasia pela maquiagem carregada faz com que a incidência seja maior no carnaval. Os sintomas são parecidos com o da conjuntivite. A diferença é que não apresenta secreção e pode ocorrer a formação de caspas nos cílios.

Em 70% dos casos resulta do excesso de oleosidade da pele que entope as glândulas responsáveis pela produção da camada oleosa da lágrima. Outros 30% são causados por uma alergia de contato com cosméticos que inflama estas glândulas, explica. Entre crianças, observa, mesmo a maquiagem infantil pode causar alergia ocular. Isso porque, esquecem que estão maquiadas, esfregam os olhos e acabam contraindo alergia. “O ideal é evitar qualquer produto na área dos olhos dos pequenos. Mas quando insistem em se enfeitar, os pais podem usar pasta d’água que é totalmente inofensiva e ainda protege a pele de brotoejas” afirma.

As recomendações para mulheres que não abrem mão da maquiagem são:

● Pele oleosa – usar produtos em pó e aplicar compressas quentes nas pálpebras

● Histórico alérgico – optar por maquiagem, cremes e esmalte hipoalergênicos.

● Massagear as pálpebras com movimentos circulares e horizontais.

● Fazer a demaquilagem completa antes de dormir.

● Interromper o uso a qualquer desconforto nos olhos.

● Evitar o compartilhamento com amigas e produtos vencidos.

Raves Exigem Óculos com Proteção UV

A falta de proteção UV (Ultravioleta) é o maior problema entre adolescentes que optam pelos raves no carnaval, alerta Queiroz Neto. Isso porque os shows só terminam ao amanhecer e ficar de frente para o sol sem proteção pode provoca ceratite (inflamação da córnea). Os sintomas são: olhos doloridos e congestos de sangue, lacrimejamento, sensibilidade à luz e visão borrada.

Em geral, estas alterações demoram algumas horas para aparecer e só desaparecem após dois dias. Embora na maioria dos casos a recuperação da visão seja total, a ceratite provoca a morte de células da córnea que não são recuperadas, ressalta. Por isso, os óculos escuros que têm lentes com proteção UV são indispensáveis para foliões de raves. Sem eles, a festa pode acabar no primeiro dia.

Eutrópia Turazzi – LDC Comunicação

eutropia@uol.com.br


Loading. Please wait...

Fotos popular