Pravda.ru

Ciência

3º Fórum Aids e o Brasil acontece no dia 9 de novembro

08.11.2015
 
3º Fórum Aids e o Brasil acontece no dia 9 de novembro. 23213.jpeg

Jornalistas e especialistas se reúnem na tarde do dia 9 de novembro para debater a importância da informação no combate à Aids. O 3º Fórum Aids e o Brasilé uma realização do Portal Imprensa em parceria com o IEA, Unaids (Programa Conjunto das Nações Unidas sobre Aids) e o Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais do Ministério da Saúde. Os convidados discutirão como o acesso à informação pode acabar com tabus entre os jovens no que se refere às relações sexuais.

por Mauro Bellesa

O público assistirá o debate apenas via internet, mas poderá enviar questões aos participantes. Aqueles que se inscreverem via formulário no site do Portal Imprensa serão avisados do início da transmissão.

Desde a primeira edição do fórum, o Portal Imprensa procura resgatar a pauta noticiosa sobre a Aids. Nos anos 80 e 90, a doença foi tema constante na cobertura jornalística. Um dos efeitos disso foi o surgimento do hábito de conversar frequentemente sobre sexo, o HIV e outros assuntos do cotidiano dos jovens. Esse hábito, entretanto, parece ter diminuído, ao mesmo tempo em que aumentam os registros de infecção pelo HIV entre os jovens.

Segundo pesquisa do Ministério da Saúde, os casos de Aids no Brasil entre pessoas de 15 a 24 anos aumentaram 40% de 2006 a 2015. O levantamento revelou que 94% dos brasileiros sabem que a camisinha é a melhor forma de prevenir doenças sexualmente transmissíveis, mas quase metade dos entrevistados (45%) não usou preservativo nas relações sexuais casuais que tiveram no último ano.

No fórum, os vloggers Danilo Leonardi, da Cabine Literária, e Nelson Sheep, do Põe na Roda, falarão sobre o poder da internet na prevenção de doenças sexualmente transmissíveis. Atila Iamarino, do Science Blogs Brasil e Nerdologia, opinará sobre a eficácia das campanhas de combate à Aids, enquanto Cristine Kist, editora da Revista Galileu, comentará o papel da mídia no combate ao HIV. O aumento no número de jovens com HIV no Brasil será tratado por Gabriel Estrëla, ator e criador do projeto Boa Sorte, Antônio Nardi e Alexandre Santos, ambos da Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde.

Aids no Brasil

Em artigo sobre a campanha #partiuteste do Ministério da Saúde, Fábio Mesquita, diretor do Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais, comenta que "a maior vulnerabilidade nesse contexto tem sido dos jovens. No Brasil, embora a epidemia de Aids seja nacionalmente estável, chama a atenção o fato de que nos últimos 10 anos há um crescimento expressivo na taxa de detecção de Aids entre jovens de 15 a 24 anos de idade (passando de 9,6 por 100 mil habitantes em 2004 para 12,7 em 2013)".

O Unaids, programa das Nações Unidas sobre HIV, ressalta que o Brasil enfrenta agora um desafio importante: conscientizar e mobilizar sua juventude sobre a importância da prevenção ao HIV e sobre o fim da discriminação.

Programação

14h

Opinião: o poder da internet na prevenção de doenças sexualmente transmissíveis
Danilo Leonardi (Cabine Literária) e Nelson Sheep (Põe na Roda)

15h

Opinião: como as campanhas de combate à AIDS poderiam ser mais eficientes?
Atila Iamarino (Science Blogs Brasil)

16h

Desafios da cobertura midiática sobre HIV direcionada ao jovem
Cristine Kist (revista "Galileu") e Fábio Mesquita (Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais do Ministério da Saúde)

17h

Por que cada vez mais jovens contraem HIV no Brasil?
Antônio Nardi e Alexandre Santos (ambos da Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde); e Gabriel Estrëla (ator e responsável pelo Projeto Boa Sorte)

 Ler na íntegra


Loading. Please wait...

Fotos popular