Pravda.ru

Ciência

Angola: ODM podem ser alcançados

07.09.2010
 
Angola: ODM podem ser alcançados

Novo estudo do UNICEF demonstra que os Objectivos de Desenvolvimento do Milénio podem ser alcançados mais rapidamente com foco nos mais desfavorecidos

Luanda, 07 de Setembro de 2010 – A comunidade global pode salvar milhões de vidas investindo primeiramente nas crianças e nas comunidades mais desfavorecidas, de acordo com um novo estudo do UNICEF, lançado hoje. Tal aproximação deveria também proporcionar a redução das disparidades que estão a acompanhar os progressos para o alcance dos Objectivos de Desenvolvimento do Milénio (ODM).


As novas constatações são apresentadas em duas publicações: Reduzindo as lacunas para alcançar os progressos para a criança : atingindo os Objectivos de Desenvolvimento do Milénio (ODM) com Equidade , compêndio de dados do UNICEF.


Enquanto grandes progressos têm sido feito a nível dos esforços internacionais para alcançar os ODM, muito ainda é necessário realizar nos próximos cinco anos.


“As nossas constatações desafiam o tradicional pensamento, segundo o qual focalizando nos mais pobres e nas crianças mais desfavorecidas não é custo eficiente,” disse Anthony Lake, Director Executivo do UNICEF. “Qualquer estratégia focalizada na equidade vai permitir não apenas uma victória moral – correcta em princípio – mas também uma intervenção relevante: correcta em prática.”


O estudo foi levado a cabo em consulta com uma série de especialistas externos, que descreveram as principais constatações como sendo surpreendentes e significantes.


“Os resultados do estudo feito pelo UNICEF, fez me pensar que o foco na equidade pode ser um instrumento persuasivo e também uma base de valor,” disse Lawrence Haddad, Director do renomado Instituto de estudos para o Desenvolvimento, Sussex, autor do blog, Development Horizons, e um dos participantes do grupo externo de especialistas que reviram o modelo de estudo preliminar.
As Constatações chaves do estudo do UNICEF incluem:

A abordagem com foco na equidade aumenta os retornos de investimentos na prevenção da mortalidade materna e infantil, e em episódios de nanismo do que os alternativos.

Devido ao fardo nacional de endemias, saúde precária e analfabetismo que estão concentradas nas populações infantis mais empobrecidas, beneficiar estas crianças com serviços essenciais pode grandemente acelerar progressos para os ODM, e reduzir as disparidades entre as nações.

Progresso para Criança: Alcançando os ODM com equidade , UNICEF no relatório progressos para as MDM apresenta evidências de disparidades, para além de um grupo de indicadores chaves, incluindo entre as nações em desenvolvimento e industrializadas, entre os quartis dos mais ricos e dos mais probres das respectivas nações, entre a população rural e urbana, e entre os rapazes e as raparigas.

Os indicadores chaves incluem:

Crianças dos 20 por cento de agregados mais pobres dos paises em desenvolvimento no mundo são duas vezes mais susceptiveis a morrerem antes de completarem o quinto aniversário, do que os 20 por cento de crianças de agregados em países industrializados.

Crianças cujas famílias pertencem aos quartis mais pobres das suas sociedades são duas vezes mais propensas a serem desnutridas e enfrentarem maior dificuldades para a cura, do que as crianças cujas famílias pertençem as quartis dos mais ricos.

Apesar dos grandes passos marcados para atingir igualdade de genéro na educação primária nas últimas décadas, raparigas e jovens nas regiões em desenvolvimento permanecem em desvantagens consideráveis de acesso, particularmente no nível secundário.

Dos 884 milhões de pessoas sem acesso à recursos adequados de água para beber, 84 por cento destes vivem em áreas rurais.

Os relatórios do UNICEF foram lançados em conjunto com o relatório da Save the Children, "A Fair Chance at Life: Why Equity Matters for Children," que foca no ODM 4: reduzir a mortalidade infantil dos menores de cinco anos em dois terços, entre 1990 a 2015.

O relatório da Save the Children examina as disparidades e progressos na sobrevivência da criança entre os paises mais saudáveis e menos saudáveis. O relatório enfatiza que atingir as comunidades marginalizadas é a chave para reduzir a inequidade e atingir os ODM 4.
“A Declaração do Milénio foi designada para melhorar as vidas das pessoas mais desfavorecidas no mundo,” disse Lake. “Nós acreditamos que as constatações deste estudo pode ter um verdadeiro efeito no pensamento mundial, no modo como investimentos para os ODM, e em relação ao desenvolvimento humano em geral – ajudando-nos para melhorar a vida de milhares de crianças vulneráveis.”


UNICEF ANGOLA


Loading. Please wait...

Fotos popular