Pravda.ru

Ciência

Brasil: Min. Saúde em apoio à pesquisa com células-tronco

06.03.2008
 
Brasil: Min. Saúde em apoio à pesquisa com células-tronco

Temporão recebe portadores de doenças degenerativas em apoio à pesquisa com células-tronco

Representantes de movimentos que apóiam as pesquisas com células-tronco entregaram, ontem (04/03), ao ministro da Saúde, José Gomes Temporão, um documento em que externam seus argumentos sobre a questão, que será julgada hoje (05/02) pelo plenário do Supremo Tribunal Federal (STF). No encontro, Temporão afirmou que a pesquisas com células tronco "são o encontro da esperança com a ciência, sendo fundamental a luta em favor da continuidade dessas pesquisas".


Para o ministro, a aprovação das pesquisas é do interesse, em primeiro lugar, dos pacientes portadores de doenças degenerativas para as quais ainda não há cura e, em segundo lugar, do conjunto de instituições e pesquisadores que são financiados com recursos públicos.


Na ocasião, Temporão anunciou que o Ministério da Saúde já investiu, em parceria com o Ministério da Ciência e Tecnologia, mais de R$ 24 milhões em pesquisas sobre terapia celular e que pretende formar a Rede Nacional de Terapia Celular.


A representante das ONGs, Gabriela Costa, portadora de distrofia muscular e coordenadora do Movimento em Prol da Vida (Movitae), de Brasília, agradeceu o apoio do ministro e disse acreditar que o Brasil pode estar na vanguarda da ciência com a aprovação das pesquisas pelo STF e os investimentos do Ministério da Saúde.


"O investimento na formação dos pesquisadores põe o Brasil em condições de igualdade com os países desenvolvidos e reduz a dependência do país de tecnologias produzidas no exterior", lembrou o ministro, ressaltando o caráter estratégico da aprovação das pesquisas com células-tronco pelo STF.


Sobre a oposição da Igreja Católica, Temporão disse que não é uma questão de fé, mas de ciência. "Não acho que uma religião possa impor seus conceitos que não são consensuais", acrescentou.


O documento entregue ao ministro inclui o resultado de uma pesquisa encomendada ao Ibope pela ONG Católicas pelo Direito de Decidir. O levantamento constatou que "para 95% dos entrevistados o apoio às pesquisas é uma atitude de em defesa da vida". Na segmentação por religião, 95% dos católicos e 94% dos evangélicos também são favoráveis.


Ministério da Saúde


Loading. Please wait...

Fotos popular