Pravda.ru

Ciência

Ações de combate e tratamento de dependentes são prioridades do plano contra o crack

04.06.2010
 
Ações de combate e tratamento de dependentes são prioridades do plano contra o crack

Leia os principais trechos da entrevista com a ministra-chefe da Casa Civil, Erenice Guerra, ao programa Bom Dia, Ministro, que é transmitido ao vivo para emissoras de rádio em todo o Brasil

Está no plano de enfrentamento ao crack o reforço das ações de combate e a melhoria do sistema de tratamento e de acolhimento do dependente. Essas duas pontas são as prioritárias, são as ações imediatas, que estão sendo desenvolvidas através de repasses de recursos para os municípios, e de ações específicas do Ministério da Justiça, da Polícia Federal, em articulação com as polícias estaduais e também com o reforço do Exército nas fronteiras do Brasil. Um dos pilares fundamentais desse plano é o reforço da vigilância nas fronteiras. Sabemos que se não coibirmos a entrada da droga o nosso combate fica difícil, porque permanentemente teremos uma oferta muito grande da droga.


A Polícia Federal tem trabalhos de inteligências e ações específicas em pontos já conhecidos de entrada da droga. É claro que não vamos dizer quais são as ações, porque o elemento de sigilo e surpresa é fundamental, mas as atividades estão em pleno andamento, e o Exército brasileiro já está se equipando para reforçar a presença em determinadas regiões de fronteiras, de modo a coibir a entrada da droga. Nesse momento existe um trabalho de reforço da inteligência e das equipes. A Polícia Federal vai fazer os remanejamentos necessários, a alocação de um número maior de profissionais.


Já existem trabalhos sendo desenvolvidos, e esperamos que ainda em junho já estejam concluídos os estudos contratados junto a universidades para mostrar o mapa do crack no Brasil, um efetivo diagnóstico do problema. Tanto do tráfico, quanto do consumo e do período e medidas necessárias para o tratamento dos pacientes. Uma das fases desse programa é exatamente esse estudo, que nunca foi feito antes, porque essa é uma droga nova, que estamos conhecendo agora e nos deparando com os efeitos, que são terríveis.


O usuário do crack muito rapidamente perde o controle sobre o uso. O grau de dependência gerado por essa droga é muito rápido. Há relatos de pessoas que com o uso de duas ou três vezes já estão completamente dependentes dela.


A iniciativa prevê que as entidades de saúde que prestam serviço de tratamento e recuperação do dependente químico apresentem ao Ministério da Saúde um plano de ampliação dos seus leitos, destinados à internação desses dependentes.


Também pensamos na necessidade de um programa de comunicação, de conscientização da gravidade dessa droga, para que as famílias, as escolas e a sociedade se envolvam nesse processo. Vamos usar todos os meios possíveis para alertarmos e levarmos à população noções da gravidade do que essa droga e dos efeitos e malefícios que provoca, de como as crianças e adolescente são assediados e como isso desestrutura as famílias.

SECOM


Loading. Please wait...

Fotos popular