Pravda.ru

Ciência

Menino nasce com coração de abelha

04.05.2008
 
Menino nasce com coração de abelha

Os doutores do centro cardiológico na região Kemerovo surpreenderam-se quando eles fizeram o exame ultra-sónico, e viram o coração do bebê recém-nascido Vanya Maryin. Ele nasceu com um coração de 5 câmaras. Só as abelhas têm tal constituição de coração. Bastante engraçado "o menino abelha", como os doutores chamaram-no, vem da família do apicultor.

A família se recorda de uma maravilhosa jarda de abelha herdada, que o avô de Vanya possuia, esse "negócio de abelha", que foi dirigido pela sua esposa depois da sua morte. As suas abelhas produziam o melhor mel no distrito.

O Vanya nasceu não com 2 átrios como todas as pessoas na Terra, mas sim, com um adicional - um terceiro. Ele pode morrer em qualquer momento, até por um simples empurrão, medo ou de felicidade. Mas o corpo, funcionando com um "coração de abelha", de 5 câmaras, preferia uma atenção mais cuidadosa, a fim de ele viver.

‘De forma dobrada", o Vanya podia sentar durante horas, rastejando e brincando com os seus carrinhos de brinquedo a volta do apartamento. Foi só agora que os doutores perceberam que só naquela pose o coração de Vanya adquire o oxigénio’, - diz a avó Lubov Ivanovna de Vanya com lágrimas de felicidade nos seus olhos.

A doutora Elena Nufer explica: "o coração do menino teve 5 câmaras em vez de 4. Normalmente o coração é constituído do átrio direito e o ventrículo direito, o átrio esquerdo e o ventrículo esquerdo. O Vanya tinha 2 átrios esquerdos com um fino, como polietileno, mas uma membrana firme e impenetrável. Esta membrana foi notado só durante o cardiograma. No início ninguém acreditou.

O sangue do átrio esquerdo superior não podia passar directamente ao átrio adicional esquerdo e depois para o ventrículo esquerdo. Mas algo deu ao menino uma possibilidade. O coração conseguiu resolver o problema, o sangue primeiro era bombeado ao átrio esquerdo superior, e então - de um modo fantástico - atreves do buraco ao átrio direito.

Quando o menino completou 5 anos, a parte esquerda do coração estava diminuída. Ele que parecia estar cheio de vida e energia, começou a sentir cansaço e acordava com falta de ar.

A cirurgia durou 6 horas. O cirurgião Andrei Nokhrin juntou os buracos e retirou a membrana, fazendo um átrio, em vez de 2. E o loiro "menino abelha" passou a ser uma criança igual a todos.

Dério Nunes


Loading. Please wait...

Fotos popular