Pravda.ru

Ciência

Saúde lança novas imagens de advertências para embalagens de cigarro

02.06.2008
 
Pages: 12


Frases antigas


1. Essa necrose foi causada pelo consumo de tabaco;
2. O tabaco provoca impotência sexual;
3. Crianças que convivem com fumantes têm mais asma, pneumonia, sinusite e alergia;
4. Fumar causa aborto espontâneo;
5. Ele é uma vítima do tabaco. Fumar causa doença vascular que pode levar à amputação;
6. Fumar causa câncer de laringe;
7. Fumar causa câncer de boca e perda dos dentes;
8. Em gestantes, o uso do tabaco provoca partos prematuros e o nascimento de crianças abaixo do peso normal;
9. Fumar causa câncer de pulmão;
10. Ao fumar você inala arsênico e naftalina, também usados contra ratos e baratas.

Anexo II


Evolução das advertências no Brasil


1988 – Advertência Sanitária única e regulamentada por medida do poder Executivo.
Em agosto de 1988, foi publicada a Portaria do Ministério da Saúde nº 490 que obrigava as companhias do tabaco a inserirem em todas as embalagens a frase: “O Ministério da Saúde adverte: Fumar é prejudicial à saúde”.


1995 - Advertências rotatórias, oriundas de um acordo voluntário entre governo e indústria do tabaco: “O Ministério da Saúde adverte: Fumar pode causar câncer de pulmão, pode causar infarto etc”.


1996 - Advertências mais enfáticas, diretas e reguladas por lei.
Com o advento da Lei Federal 9.294, as advertências sanitárias passaram a ser reguladas por lei, e não por um acordo voluntário publicado. O termo “pode causar” foi substituído pelo termo “causa” e as advertências passaram a ser mais enfáticas e diretas. Dois novos temas foram introduzidos: a dependência de nicotina e a impotência sexual.


As frases "A nicotina é droga e causa dependência" e "Fumar causa impotência sexual" colocaram o Brasil numa posição de destaque no cenário internacional de controle do tabagismo, pois poucos países haviam conseguido, até então, introduzir nas suas legislações mensagens tão fortes e reais, por conta da grande resistência das companhias de tabaco.
2001 - Advertências Sanitárias diretas, reguladas por lei e ilustradas por fotos.


Além das imagens, foi inserido o número do telefone do Disque Pare de Fumar. Também foram incluídas informações sobre os teores de alcatrão, monóxido de carbono e nicotina na lateral dos produtos junto com a mensagem: “Não existem níveis seguros para o consumo dessas substâncias”.


2003 - Advertências Sanitárias diretas, reguladas por lei e ilustradas por fotos mais impactantes.


Foram lançadas mensagens e imagens mais fortes baseadas na pesquisa telefônica realizada pelo Pare de Fumar – Disque Saúde: 90% dos 89 mil entrevistados afirmaram que as imagens lançadas em 2001 precisavam ser mais impactantes. As embalagens também passaram a exibir as frases: “Venda proibida a menores de 18 anos - Lei 8.069/1990 e Lei 10.702/2003”, ficando proibido o uso de frases do tipo "Somente para adultos" ou "Produto para maiores de 18 anos" e "Este produto contém mais de 4.700 substâncias tóxicas, e nicotina que causa dependência física ou psíquica. Não existem níveis seguros para consumo dessas substâncias”.

Fonte: Min. Saúde

Pages: 12

Loading. Please wait...

Fotos popular