Pravda.ru

Ciência

Modelo brasileira fez cirurgia para implantar “ouvido biônico”

02.05.2007
 
Modelo brasileira fez cirurgia para implantar “ouvido biônico”

A surda-muda de nascença a modelo brasileira Brenda Costa lançou na semana passada , em Barcelona (nordeste), seu livro Bella Del Silencio (Bela do Silêncio), no qual conta as vicissitudes que superou para realizar o sonho de ser modelo.

Graças a Deus e à cirurgia, Brenda recebeu a chance ouvir . O aparente milagre de Brenda só foi possível graças a um pequeno dispositivo eletrônico que é inserido no cérebro do deficiente auditivo e que transforma as ondas sonoras em sinais elétricos. O implante coclear é a mais nova arma da medicina no combate à surdez. Calcula-se que, no mundo inteiro, 100 mil pessoas já tenham se submetido à cirurgia, mil delas no Brasil.

Os pais de Brenda, Marcos e Fátima, começaram a desconfiar de que a filha pudesse ser surda quando ela completou 2 anos. Apesar da pouca idade, Brenda ainda não falava ou reconhecia ruídos. Foi, então, que eles a levaram em uma fonoaudióloga, Valderez Prass Lemes, com quem Brenda se trata até hoje. Logo, a menina passou a usar aparelho e aprendeu a fazer leitura labial. Hoje, já é capaz de identificar palavras em três idiomas: português, inglês e francês.

Descoberta aos 16 anos no Brasil, a carioca de 25 anos é considerada atualmente uma das 25 modelos mais belas do mundo. Em seu livro, um relato leve, sincero e cheio de desejo de viver, publicado pela editora Styria, a "surdinha" (como a chama seu pai, desde que se deu conta da deficiência da filha) enaltece a coragem de seus pais de decidirem não confiná-la ao "gueto" dos surdos.

Brenda relata como o especialista Valderez Lemos a ensinou a se expressar com a voz desde o primeiro dia em que falou, quando disse "Coca-cola" ao invés dos esperados papai e mamãe. Desde a infância, a modelo aprendeu a linguagem dos sinais, mas também a leitura labial. Ela freqüentou escolas "normais", enfrentou a crueldade dos colegas, mas sua atitude e determinação a fizeram esquecer sua deficiência.

"Escrevi este livro para mostrar às pessoas que a deficiência não é uma dificuldade", disse a autora à AFP, acrescentando que "o mais positivo do livro é que as pessoas se interessaram sobre o tema e deram mais carinho a quem sofre o mesmo que eu". Amante do samba ("Não perco um carnaval sequer") Brenda também disse ser aficcionada do tango e explicou que sente a música por meio de vibrações que sente dos pés à cabeça.

Brenda Costa trabalhou com os principais fotógrafos de moda e foi capa de revistas como Cosmopolitan e Elle. Sobre seu suposto relacionamento com o jogador Ronaldo, seu "tradutor" como ela o chama, deu uma resposta taxativa: "Nunca houve nada com Ronaldo, somos amigos”.

No Brasil

A técnica do implante coclear a que Brenda se submeteu em outubro no Hospital Saint-Antoine, em Paris já é popularmente conhecida como “ouvido biônico”. O aparelho tem sido utilizado para restaurar a função auditiva em pacientes portadores de surdez profunda que não se beneficiam do uso de aparelhos convencionais.

“O sucesso do implante no desenvolvimento da fala e da audição chega a 80% dos casos. Mas, para que isso aconteça, é preciso que o diagnóstico seja o mais precoce possível. Se for realizado em uma criança de 1 ano, ela tem tudo para se desenvolver normalmente”, avalia Luiz Lavinsky, coordenador do Comitê de Implante Coclear da Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial.

No Brasil, apenas três estados – São Paulo, Rio Grande do Sul e Rio Grande do Norte – realizam a cirurgia através do Sistema Único de Saúde (SUS), segundo o jornal O Dia.

  


Loading. Please wait...

Fotos popular