Pravda.ru

Federação Russa

Rússia chocada pela morte de observadores da ONU

31.07.2006
 
Rússia chocada pela morte de observadores da ONU

No dia 25 de Julho, um posto de observação da ONU foi atacado pelas Forças Aéreas Israelitas, Morreram quatro observadores militares, cidadãos da Áustria , Canadá , China e Finlândia, das  Forças Provisionais da ONU no Líbano.

Na Rússia estão chocados por esta tragédia e expressam as mais sinceras condolências aos Governos de Áustria, Canadá , China e Finlândia e aos familiares dos falecidos.

Declaramos que de acordo com a Convenção da Segurança do Pessoal das Nações Unidas, os ataques e outros atentados contra as forças de paz não podem ter justificação e são inadmisvíveis. Além disso, os Estados membros devem tomar todas as medidas adequadas para garantir a segurança e a protecção do pessoal da ONU.

O sucedido volta a demonstrar a necessidade de cessar quanto antes os ataques , tal como se declarou no encontro internacional em Roma no 26 de Julh o. Se deve também incrementar os esforços para conseguir um consenso universal no Médio Oriente em conformidade com as Resoluções do CS da ONU. No 26 de Julho se celebrou a reunião do CS da ONU em que se discutiu sobre o incidente ocorrido.

A delegação da República Checa promoveu a Declaração do Presidente do CS em que se condena este atentado e apela Israel a realizar uma investigação . Rússia e a maioria dos membros do Conse lho de Segurança estão dispostos a apoiar tal investigação , mas a postura dos EUA e Grã- Bretanha impede fazê-lo .

Consideramos que e CS da ONU não pode manter-se à parte quando se trata da vida das forças internacionais de paz.

Ministério das Relações Exteriores

Federação Russa


Loading. Please wait...

Fotos popular