Pravda.ru

Federação Russa

Polícia britânica entregou à Procuradoria um relatório sobre o assassinato de Litvinenko

31.01.2007
 
Polícia britânica entregou à Procuradoria um relatório sobre o assassinato de Litvinenko

A polícia britânica entregou esta quarta-feira(31) à Procuradoria da Coroa um relatório sobre o asssassinato de ex-agente do FSB ( ex-KGB), Alexander Litvinenko, para que a Procuradoria decida se há base suficiente para presentar cargos.

A Scotland Yard negou precisar o conteudo de documento, fruto da investigação a ser levada a cabo pelos britânicos, mas o evento significa que são determinados os suspeitos e há provas suficientes contra eles para que sejam processados.

 A imprensa britânica já nomeou os alegados assassinos.

São russos Andrei Lugovoi e Dmitri Kovtun, ambos ex- agentes do KGB, hoje empresários. Kovtun e Lugovoi , deram hoje (31) uma conferência de imprensa em Moscovo exibida no Canal da televisão Rússia Today para dizer que os rumores que saíram na imprensa são falsos e que ambos não passam de testemunhas em todo o processo.

Lugovoi insistiu no facto de os detectives britânicos nunca o terem tratado como suspeito portanto o que foi alegado pela imprensa britânica, diz, é mentira.

Alexandre Litvinenko morreu a 23 de Novembro em Londres depois de alegadamente ter tomado um chá num Hotel de Londres que continha Polonio-210, uma substância altamente radioactiva.

Tanto Kovtun como Lugovoi, actualmente homens de negócios e antigos elementos do KGB, foram submetidos a exames médicos em Dezembro por suspeita de exposição ao polonio 210.

 Ambos afirmaram que o estado de saúde é satisfatório e negaram qualquer ordem de extradição para o Reino Unido, uma vez que a constituição russa não permite a extradição de cidadãos nacionais.


A Rússsia realiza sua própria investigação do assassinato de Litvinenko.


Loading. Please wait...

Fotos popular