Pravda.ru

Federação Russa

Rússia é primeira a vender armas aos paises em desenvolvimento

30.10.2006
 
Rússia é primeira a vender armas aos paises em desenvolvimento

O armamento russo tem a grande popularidade no extrangeiro devido à relação preço- qualidade ótima  e não há no mercado internacional de armas que o iguale  segundo este índice. Alem disso  nas condições extremas o armamento russo mostra  preferência  a ser comparado com   americano . De acordo com um novo estudo do Congresso americano , Rússia superou os EUA no posto de principal fornecedor de armas a países em desenvolvimento. É pela primeira vez desde 1999 que os EUA são superados nesta área .

O relatório anual do Serviço de Investigação do Congresso americano mostrou que a porção dos EUA no valor total de todas as operações de transferência de armas concluídas em 2005 baixaram para 20,5%, contra 35,4% do ano anterior.

Em termos monetários, o valor de tais acordos concluídos pelos EUA caiu de US$ 9,4 bilhões, em 2004, para cerca de US$ 6,2 bilhões, em 2005. A Rússia fechou o ano com um valor de US$ 7 bilhões na Ásia, África e América Latina, um aumento considerável em relação aos US$ 5,4 bilhões de 2004, diz o informe. A França vem atrás com US$ 6,3 bilhões em 2005, contra "apenas" US$ 1 bilhão em 2004.

O maior importador foi a Índia , com $ 5,400 milhões, seguido por um tradicional aliado de Washington , Arábia Saudita, com $ 3,400 milhões , e China , com $2.800 milhões.

O que mais preocupa os EUA é a venda do armamento russo ao Irão e que Moscou, também, coopera na construção da central nuclear de 1 mil megavátios de potência nas costas do Golgo Pércico. A Rússia e o Irão firmaram a fins de 2005 um contrato por valor de $ 700 milhões para a venda de uma trintena de sistemas antiaéreos Tor-1 (foto) nos próximos três anos , de “caráter defensivo”, segundo o Ministério da Defesa russo. Os sistemas Tor são capazes de detectar , identificar e seguir ao mesmo tempo, os objetos no ar que voam a alturas de entre 20 a 6 mil metros.

Também preocupam os EUA os acordos da Rússia com a China. Em 2005 a Rússia fechou um acordo com China para venda de 8 aviões de abastecimento de combustível Il -78M. Os autores do relatório explicam o progresso da Rússia no mercado das armas  por ela a ensinar-se a seguir os princípios da venda  do mercado internacional. A Rússia propõe aos seus potenciais clientes o sistema flexível dos preços , e apresenta a disposição para organizar a produção licenciado no extrangeiro e, também, fornecer as peças para produzir armas nos paises produtores, indica o documento.

Além disso a Rússia volta para o mercado latino-americano, as relações com qual foram interrompidas após terminar a guerra fria. Por exemplo , este ano foi firmado um acordo sem precedentes com a Venezuela para venda de 24 aviões de caça ,Su- 30MK2, em valor de 1 bilhão de dólares. Segundo o relatóroio um problema que atrapalha a expansão do armamento russo ao estrangeiro é a falta das peças de reserva e as estruturas de conserto e serviço fracas.

Pravda 


Loading. Please wait...

Fotos popular