Pravda.ru

Federação Russa

"Novos ricos russos" começam a devolver as "dívidas"

29.11.2007
 
"Novos ricos russos" começam a devolver as "dívidas"

O coleccionista , director do privado “ Museu Nacional Russo”, Alexander Ivanov, comprou ontem  (28) em leilão Christie’s em Londres um ovo Fabergé feito para a família Rotschild em 1902 por 8,9 milhões de libras (12,5 milhões de euros), informou Canal 1 da TV russa. Ivanov estava na sala  quando acontecia a venda de leilão. Supõe-se o cheque ser pago por um multimilionário russo. Ivanov pretende exibir essa  obra de arte na sua colecção .

É um ovo de esmalte cor-de-rosa, decorado a ouro, que contém um relógio e um galo miniatura, com diamantes incrustrados, que dá as horas. Anthony Phillips, director internacional das obras de arte russas na Christie’s, disse que este ovo Fabergé inclui “todas as características que define uma verdadeira obra-prima”.

Construído em 1902 pelo célebre joalheiro russo Peter Karl Fabergé, o ovo fora oferecido a Germaine Halphen quando, em 1905, se casou com o barão de Rotschild. A sua existência só foi conhecida muito recentemente, de acordo com a AFP.


Nunca a venda em leilão de uma peça de relojoaria ou de um objecto de arte russa (excluindo a pintura) tinha atingido um valor tão elevado. O anterior recorde tinha sido alcançado em 2002, com a venda de um outro ovo de Fabergé por 6,6 milhões de libras (cerca de 9,6 milhões de euros).

Há pouco mais um millónario russo comprou e devolveu à Rússia a colecção de Rostropovich. Os "novos ricos russos" começam a devolver  as "dívidas".


Loading. Please wait...

Fotos popular