Pravda.ru

Federação Russa

Rússia e Japão construirão um túnel entre o continente e a ilha da Sacalina

28.02.2007
 
Rússia e Japão construirão um túnel entre o continente e a ilha da Sacalina

A Rússia planeja iniciar nos próximos anos a construção de um túnel entre o continente e a ilha da Sacalina, no Extremo Oriente , declarou o ministro de Transporte, Igor Levitin, que se encontra na capital do Japão acompanhando o primeiro-ministro Mikhail Fradkov.

Será um túnel de dois andares, devendo o inferior servir de via férrea e o superior, de rodovia. O projeto é orçamentado num total de 90 bilhões de dólares, informa Ria Novosti. A Rússia gostaria de captar parceiros japoneses para a implementação desse plano. Atualmente, as comunicações com a Sacalina são mantidas por balsas.

Os primeiros-ministros Mikhail Fradkov e Shinzo Abe analisaram nesta quarta-feira as possibilidades de atividades conjuntas na área de enriquecimento de combustível nuclear para as usinas atômicas japonesas .

 O Japão tem cerca de 6,4 mil toneladas de urânio para reciclagem armazenadas no Reino Unido e na França. Devido à intenção da Rússia de oferecer serviços de enriquecimento de urânio a outros países, era esperado um acordo a respeito, segundo a imprensa local.

Alguns analistas alertam que a oferta do enriquecimento de urânio a países estrangeiros poderá ser problemática para a política mundial de não-proliferação nuclear. O Japão poderá pedir à Rússia que permita as inspeções da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), a fim de constatar que o urânio japonês não está sendo usado em armas nucleares, algo que Moscou não parece muito disposto a aceitar, segundo os analistas

Ainda foram analisadas as perspetivas de pesquisas conjuntas no ramo espacial e nas tecnologias informativas e telecomunicações. A Rússia convidou o Japão a participar da construção de uma rodovia expressa a ligar Moscou a São Petersburgo e das obras de uma nova pista de decolagem no aeroporto internacional “Cheremetievo”, em Moscou.

A esfera dos investimentos foi apontada como outra área prioritária de interação. Com relação ao destino das ilhas litigiosas no setor sul do arquipélago das Curilhas, Mikhail Fradkov comentou que o problema deveria ser resolvido sem pressa, à medida que for aumentando o grau de confiança mútua e desenvolvimento da cooperação, especialmente no campo econômico.

 Com Voz da Rússia


Loading. Please wait...

Fotos popular