Pravda.ru

Federação Russa

Quem bombardeou a cidade de Mariupol?

28.01.2015
 
Quem bombardeou a cidade de Mariupol?. 21526.jpeg

Segundo o Ministério da Defesa da República Popular de Donetsk, o exército ucraniano (que o presidente Putin passou a chamar de exército das "autoridades em Kiev") atacou uma coluna de seu próprio 18º Batalhão da 28ª Brigada Mecanizada, que se movimentava bem próximo de Mariupol, dia 24/1/2015, como se fosse coluna de 'separatistas' ou de combatentes da República Popular de Donetsk - e bombardeou a própria coluna ["fogo amigo"], a partir da área de Stary Krim [ou "Velha Crimeia"] (vide mapa abaixo), no lado ocidental de Mariupol. 

26/1/2015, Vladimir KOZIN (da Rússia), Oriental Review ('dica' de Pepe Escobar, no Facebook)
http://orientalreview.org/2015/01/26/who-was-shelling-the-city-of-mariupol/
Mariupol como um todo, assim como Stary Krim, são áreas completamente controladas pelo exército do governo de Kiev.

Isso significa que o exército do governo de Kiev bombardeou sua própria coluna, usando sistemas Grad e Uragan de lançamento múltiplo de mísseis. Os mísseis de Kiev lá estavam, acima de Mariupol e cortando os céus de Mariupol. Vários deles caíram sobre a posição do 18º Batalhão e alguns sobre áreas residenciais de Mariupol, matando mais de 60 civis e ferindo mais de 100 pessoas. Kiev, portanto, é plenamente responsável por aquelas atrocidades.

As unidades da resistência da República Popular de Donetsk estão localizadas, na maioria, a apenas 20km a leste, perto de Shirokino (vide mapa). Não têm sistemas de lançamento múltiplo de mísseis nem Grad nem Uragan, nem artilharia pesada nessa área. Seria impossível para unidades da RPD atingir Mariupol.

As forças da RPD dizem que não têm interesse algum em capturar Mariupol - o objetivo delas é remover a linha de fronteira com a Ucrânia em alguns outros pontos, de modo que os sistemas Grad e Uragan do exército de Kiev não possam bombardear áreas residenciais em Donetsk e em outras cidades no Donbass. É objetivo justificável: todos os 5.038 mortos civis no Donbass foram mortos pelo exército de Kiev.

Por tudo isso, se sabe que o bombardeio contra a coluna do 18º Batalhão e contra uma área residencial pelo exército de Kiev é (i) ou erro militar (alvo mal calculado pela inteligência de Kiev) ou (ii) mera provocação, com o objetivo de dificultar qualquer processo de paz e servir como pretexto para mais sanções econômicas contra a Rússia.


O Ministério de Relações Exteriores da Rússia criticou fortemente o ataque a bombas contra Mariupol, realizado pelo exército de Kiev. O representante do Ministério de Relações Exteriores da Russa, Alexander Lukashevitch, disse que as autoridades de Kiev estão realmente trabalhando para boicotar qualquer investigação do recente ataque contra Mariupol.

 


Loading. Please wait...

Fotos popular