Pravda.ru

Federação Russa

Gazprom e Bielorússia começaram "guerra de preços"

27.12.2006
 
Gazprom e Bielorússia começaram "guerra de preços"

A Gazprom começou a” guerra de preços” com Bielorússia que pode afectar os consumidores em Europa. Um dos responsáveis pelo gigante russo , o primeiro vice –primeiro ministro, Alexander Medvedev, disse nesta terça-feira que se não houver acordo com Minsk até ao dia 1 de janeiro, o único gás que passará a fronteira da Bielorrúsia será aquele destinado aos clientes europeus de acordo com os contratos da empresa com cada país.

A Gazprom propôs à Bielorússia firmar um contrato a partir das condições acordadas anteriormente – um preço de 75 dolares por cada mil metros cúbicos, a partir de janeiro de 2007, e a aquisição de 50 % das ações da empresa Beltransgaz ( a transportadora do gás) avaliada em 5 milhões de dólares. Mas o governo bielorusso tem recusado pagar mais pelo gás do que o cobrado à região russa de Smolensk ( o preço médio de gás na Rússia situa-se em 39 dólares por mil metros cúbicos).

 
Numa guerra idêntica, no inverno passado a Gazprom suspendeu o fornecimento do combustível à Ucrânia, mas essa iniciativa afectou vários países europeus já que alguns dos gasodutos que também abastecem a Europa passam pela Ucrânia.

A empresa russa assegura um quarto das necessidades de gás da Europa. Na semana passada a Geórgia aceitou pagar o dobro do preço este ano para evitar um corte no fornecimento, mas a Bielorrússia permanece irredutível.


Loading. Please wait...

Fotos popular