Pravda.ru

Federação Russa

Putin à presidência, Medvedev às parlamentares

25.09.2011
 

O primeiro-ministro e o líder do Rússia Unida, Vladimir Putin, vai concorrer à presidência em 2012. Foi o chefe do governo russo a declará-lo no decorrer do Congresso do partido Rússia Unida, realizado em Moscou. O segundo dia do fórum (24) surpreendeu. Claro que foi prevista a participação do presidente e do chefe do governo. No entanto o resultado superou até mesmo as expectativas mais selvagens.

Putin à presidência, Medvedev às parlamentares. 15660.jpegDmitri Medvedev e Vladimir Putin chegaram ao Congresso em conjunto. Putin foi o primeiro a discursar. Disse que ele e Medvedev tinham concordado há muito sobre os planos para o futuro e sugeriu que a lista eleitoral do Rússia Unida nas eleições parlamentares tivesse dirigida por Dmitri Medvedev.

"Nos últimos anos temos tido uma prática de encabeçar a lista pré-eleitoral do Rússia Unida com presidente. Acho que esta tradição não deve ser quebrada. Estou seguro que o Rússia Unida vai ganhar e, apoiado no nível nacional, o Dmitri Anatolhevitch será capaz de criar uma nova, eficaz equipe de gerentes e liderará o governo russo para continuar a modernizar todos os aspectos da nossa vida "- disse Putin.

"Acho que a lista do Rússia Unida nas eleições para a Duma Estatal da Federação Russa, a serem realizadas dia 04 de dezembro deve encabeçar o presidente em exercício — Dmitri Medvedev, "- acrescentou. "Eu acredito que ele vai elevar o prestígio do Partido e vai  assegurar-lhe uma vitória justa e esperada," — disse.

Em resposta, Medvedev declarou que "certamente é proposta responsável e muito séria." "Eu aceito -a", — disse.

Depois o presidente abordou o tema sobre o qual se tem dito e escrito muito. "Em relação à proposta de eu encabeçar a lista do Partido para fazer o trabalho partidária e, se eu conseguir bom desempenho nas eleições, à minha vontade de fazer o trabalho prático no governo, acredito que seria conveniente para o  Congresso apoiar a candidatura de Vladimir Putin como presidente do país," — disse Medvedev.

"Nós sempre lhes dizíamos a verdade" — frisou. "O que é o mais importante, é que a escolha será sua, e de todo o povo," — disse Medvedev .

"Hoje, em uma vez acabou a intriga — disse ao Pravda. Ru o analista Konstantin Simonov ."Agora eu entendo a estrutura política actual: Vladimir Putin retorna como presidente e Medvedev vai às urnas em dezembro na lista do Rússia Unida .

" Medvedev e Putin negaram os rumores sobre o conflito entre eles". Vemos que a decisão (de nomear Putin) foi tomada em conjunto, bem como a nova construção do partido e governo, que será proposta para a eleição", disse.

Várias sondagens realizadas na Rússia mostram, que se as eleições presidenciais fossem acontecidas estes dias com duas candidaturas na lista, ganharia Putin com 32-42%, a seguir Medvedev- com 8- 12 % e Vladimir Jirinovski (Partido Liberal Democrático)- 8- 14%. As maiores falhas do Medvedev foram a posição em relação ao conflito na Líbia e o apoio do partido da direita do Mikhail Prokhorov, que há pouco abandonou-o com escándalo.

 Lyuba Lulko


Loading. Please wait...

Fotos popular