Pravda.ru

Federação Russa

A Páscoa Ortodoxa

25.04.2008
 
Pages: 12
A Páscoa Ortodoxa

Dez semanas de sacrifício e vigílias terminam na Semana de Sofrimento (strastnaya nedelya) e o jejum de Sexta-feira Vermelha (krasnaya pyatnitsa).Depois da benção da comida no Sábado de Páscoa, proclama-se no Domingo (Paskha) que Cristo ressuscitou (Khristos Vosgres).

Dez semanas de sacrifício (ausência de carne ou produtos animais durante a Quaresma) e vigílias terminam na Semana de Sofrimento (strastnaya nedelya) e o jejum de Sexta-feira Vermelha (krasnaya pyatnitsa).Depois da benção da comida no Sábado de Páscoa, proclama-se no Domingo (Paskha) que Cristo ressuscitou (Khristos Vosgres). Na semana antes da Paskha, as pessoas trazem vergas para casa (verba), tocando com eles uns nos outros para trazer sorte.

A palavra Paskha vem do Pesach (Hebráico), livrando os Judeus de escravidão no Egipto, como Cristo livra o Homem do jugo do seu pecado através do acto de Redenção na Ressurreição, no Domingo.

Na Quinta-feira antes da Páscoa, as pessoas pintam ovos com cores brilhantes. Esta prática remonta do tempo do Czar Alexandre III, que pediu a Karl Fabergé um Ovo de Páscoa especial para ele oferecer à Tsarina, em 1884. Na Sexta-feira Vermelha, o sofrimento de Cristo comemora-se através de um jejum parcial (pão e água) e total, no caso dos religiosos. A celebração da Páscoa começa hoje, no Sábado a noite, com uma missa de meia-noite. Os fieis dão três voltas à igreja com o Padre, que bate na porta três vezes e convida os fieis a entrar para celebrarem a Missa.

Depois da Missa, já no Domingo, as prendas são trocadas, entre estas os ovos pintados. No acto de entrega, diz-se Khristos Vosgres! (Cristo ressuscitou), ao qual se responde Voistinu vosgres (verdadeiramente ressuscitado). A tradição remonta a quando Maria Magdalena visitou o Imperador Tiberius, dando-o um ovo e proclamando “Cristo Levantou”.

No Sábado Sagrado Ortodoxo, todos os anos acontece um milagre no Túmulo do Sepulcro Santo em Jerusalém (onde foi depositado o corpo de Jesus Cristo depois de ter saído da cruz) nomeadamente o Fogo Sagrado. Faíscas de luz saem do túmulo, na altura da oração pelo Fogo Sagrado. Com este fogo, uma fogueira é acesa e o Patriarca de Jerusalém sai da câmara, com uma lâmpada que ilumina de repente, tal como se acendem miraculosamente as velas nas mãos dos fiéis.

As velas são passadas de mão em mão e o Fogo Sagrado é levado de avião para a Catedral de Cristo Salvador, em Moscovo.

O Grande Sermão de Páscoa

Pouco depois de meia-noite, já no Domingo, o Padre dá o Grande Sermão de Páscoa, uma repetição do sermão dado por São João Chrysostom, Patriarca de Constantinopla (347 – 407):

“Há alguém que é amante devoto de Deus? Deixa-os desfrutar esta festa resplandecente! Há alguém que é um servo grato? Deixa-os se deleitarem e entrarem na alegria de seu Criador! Há alguém aborrecido com o jejum? Deixa-os receber agora suas remunerações! Se alguém trabalhou na primeira hora, deixa-os receberem suas gratificações! Se alguém chegou após a terceira hora, deixa-o juntar-se à Festa com gratidão! E ele, que chegou após a Sexta hora, não o deixa duvidar; ou ele também sustentará a perda.

“E se alguém se atrasou até a nona hora, não o deixa hesitar; mas deixa-o vir também. E ele, que chegou somente na décima-primeira hora, não o deixa ter medo por sua demora. Pois Deus é Bondoso e recebe o último igual ao primeiro. Ele dá paz a aquele que chega na décima-primeira hora, tanto quanto se ele tivesse trabalhando desde a primeira hora. A estes Ele dá e junto aos outros Ele concede. Ele aceita o trabalho tanto quanto acolhe o esforço.

“A proeza, Ele honra, e a intenção, Ele aprova. Vamos todos entrar na alegria de Deus! Primeiro e último, igualmente recebem sua recompensa; rico e pobre, se alegram juntos! Sensato e preguiçoso, celebram o dia! Você que guardou o jejum, e você que não jejuou, alegrem-se hoje, pois Mesa esta farta com opulência! Festeja regiamente, o novilho é cevado. Não deixe ninguém ir com fome. Participem todos da taça da fé!

“Desfrutem todas riquezas de Sua bondade! Não permita que ninguém se aflija em sua miséria, Pois o reino universal foi revelado. Não deixa ninguém lamentar-se porque caiu de novo e novamente; pois o perdão ergueu-se do túmulo. Não deixa ninguém temer a morte, pois a Morte do nosso Salvador nos libertou. Ele a destruiu por tê-la suportado. Ele destruiu o Inferno quando desceu até ele.

“Ele o colocou num túmulo mesmo que ele tinha o gosto de Sua carne. Isaíais profetizou isto quando disse, "Você, oh inferno, se perturbou quando O defrontou" O inferno estava em tumulto porque foi liquidado. Ele estava em tumulto porque está escarnecido. Estava em tumulto pois está destruído. Está em tumulto, pois está aniquilado. Está em tumulto, pois agora está prisioneiro.

“O inferno pegou o corpo, e descobriu Deus. Tomou a terra e encontrou o Céu. Tomou o que viu, e vencido pelo que não viu. Oh, morte, onde está sua tormenta? Oh, Inferno, onde está sua vitória? Cristo está ressuscitado, e você, oh morte, está aniquilada! Cristo está ressuscitado, e os perversos estão derrubados! Cristo está ressuscitado, e os Anjos se alegram! Cristo está ressuscitado, e a vida está libertada! Cristo está ressuscitado, e o túmulo está vazio da morte; pois Cristo se ergueu da morte, Estão vindo os primeiros-frutos daqueles que adormeceram. A Ele a Glória e o Poder para todo o sempre. Amém!”

Pages: 12

Loading. Please wait...

Fotos popular