Pravda.ru

Federação Russa

Rússia toma medidas para proteger os tigres

24.11.2010
 

O Fórum Internacional pela Conservação dos Tigres foi realizado em São Petersburgo entre 21 e 24 de Novembro e tomou medidas concretas para garantir que o tigre supere o perigo da extinção, duplicando a sua população nos próximos 12 anos; a iniciativa visa criar as condições para eliminar os perigos que ameaçam estes magníficos animais.

O World Wildlife Fund apoiou o evento, chamado Cúpula Tigre, no seu Ano do Tigre. Representantes de alto nível, incluindo chefes de Governo, se reuniram em São Petersburgo, dos 13 países TRC - em inglês, Países onde Residem Tigres (Bangladesh, Butão, Camboja, China, Índia, Indonésia, Laos, Malásia, Myanmar, Nepal, Rússia, Tailândia e Vietnã , na RI Irã e Cazaquistão as populações do tigre desapareceram).

A Cúpula Tigre se realiza depois de um ano de consultas entre os representantes dos países TRC sobre a forma de duplicar a população de tigres até 2022, que será o próximo Ano do Tigre da WWF. Entre as políticas propostas pela Cúpula foi um fundo de imediato 85 milhões de dólares, proposto pela WWF para os próximos cinco anos, e um programa mais ambicioso de 12 anos com um financiamento de 350 milhões de dólares com o objetivo de duplicar a população de tigres que vivem no estado selvagem, população atualmente estimada em 3.200.

Isto, quando há um século havia mais de 100 mil destes animais vagueando nas estepes da Sibéria e em outras partes da Ásia. A caça furtiva por troféus, ou partes do corpo para vender em restaurantes, comércio

ilegal de animais para zoológicos particulares e perda de habitat tiveram um efeito terrível, resultando na eliminação de cerca de 97% destes animais em apenas cem anos.

O PM russo, Vladimir Putin, anfitrião da Cimeira, explicou algumas das políticas concretas adoptadas pela reunião: "Nós pretendemos endurecer as leis contra o abatimento e comércio ilegal dos tigres", acrescentando que no que se refere o tigre de Amur, na Sibéria, "as necessidades serão tomadas em conta na elaboração de programas de desenvolvimento dos territórios do Extremo Oriente. "

A Rússia e a República Popular da China estão planejando a criação de zonas fronteiriças onde os tigres podem se mover livremente e em segurança, enquanto Vladimir Putin sugeriu que o Cazaquistão e a RI Irão, dois países onde a população de tigres desapareceu completamente, devem usar as instalações da Rússia: "As famílias dos tigres russos podem iniciar a revitalização das populações do tigre em países onde eles desapareceram."

Falando sobre o TRCs, o PM da Rússia declarou que "É difícil resolver as questões de preservação da vida selvagem nestes países. Devemos apoiar os seus governos de modo a efetivamente resolver questões de protecção ambiental ".

Para Vladimir Putin, "Cuidar da vida selvagem é cuidar da humanidade".

 
Timothy Bancroft-Hinchey
Pravda.Ru

 


Loading. Please wait...

Fotos popular